Lembra dele? #Guilherme de Pádua está casado pela terceira vez. Ele se casou no Civil na última terça, 14, e já marcou uma cerimônia religiosa para selar em definitivo seu casamento.

Claro que esse #Casamento levantaria polêmica. Uma delas, talvez a maior, como uma jovem e bonita moça aceita casar com um réu condenado por matar com requintes de crueldade e demonstrando uma frieza enorme. Juliana de Assis Lacerda, 30 anos, é atual mulher de Guilherme de Pádua e em entrevista ao EXTRA, explicou.

Ela disse que Guilherme é fiel de sua igreja e é acompanhado há 17 anos por pastores. Ela garante que ele se converteu e mudou completamente. A mulher é formada em moda e trabalha como maquiadora.

Juliana diz que era consciente das críticas e "pedradas" que estariam por vir ao anunciar aceitar Guilherme como seu legítimo esposo, mas se diz segura da decisão, já que como disse, Guilherme demonstrou ao longo desses 17 anos que está recuperado e que pagou por seu crime. Ela ainda diz que a mídia e a sociedade "perseguem" seu marido, mas que, diante de tudo, está disposta a enfrentar ao seu lado todas as dificuldades.

O casamento no religioso, em sua igreja evangélica (Igreja Batista da Lagoinha) deve acontecer dia 12 de maio.

O casal se conheceu em um trabalho de evangelização que Juliana mantém nos presídios de Minas Gerais. Após um relacionamento frustrado de 5 anos ela conheceu Guilherme e ficou atraída por ele ser cativante. Ela conta que depois que se conheceram, permaneceram como amigos por muito tempo, até que decidiram namorar.

A maquiadora tinha apenas 6 anos quando ele foi preso e disse que nunca conversou com seu marido sobre o assunto.

Ela também é frequentemente exposta à pergunta: “Você quer mesmo se casar com um ex-detento?”. Ela afirma que ama Guilherme e está realizando um grande sonho de sua vida. Tece os maiores elogios ao marido e diante de todas as dificuldades garante: "Ele é o meu marido cem vezes mais”, finaliza a esposa.

Guilherme foi acusado de matar a atriz Daniella Perez com 18 facadas. Foi condenado por homicídio qualificado com motivo torpe, a 19 anos e 6 meses de cadeia. Cumpriu somente 6 anos.

#Dainella Perez