A saidinha bancária aconteceu na tarde desta terça-feira (7), em frente ao Shopping Max Center, no bairro do Itaigara, em Salvador na Bahia. Um empresário teria sacado uma importância de R$ 150 mil, dentro de uma agência bancária da região. A vítima foi surpreendida dentro de seu veículo, e ao reagir acabou sendo baleada. A polícia investiga o caso.

Era por volta das 14h30min, quando o empresário Luís Antônio Silva Góes,50 anos, saiu da agência bancária com uma mochila carregando R$ 150 mil. Quando estava dentro de seu veículo foi abordado por um criminoso armado que pediu o dinheiro. Como o empresário demorou de entregar a quantia, o ladrão então puxou a mochila, Luís Antônio reagiu e puxou de volta oi objeto e acabou sendo atingido por tiros.

Publicidade
Publicidade

O ladrão fugiu com a quantia, e subiu em uma moto onde um comparsa o aguardava. A vítima de assalto ferida foi socorrida, pela equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), e encaminhado para o Hospital Português, onde foi atendido.

Os disparos atingiram a perna direita do empresário, que estava acompanhado de sua esposa que presenciou tudo. Segundo a vítima, informou à polícia que a quantia serviria para pagar prestadores de serviço de sua produtora. Os pagamentos seriam feitos por seu sócio no estabelecimento.

Na manhã desta quarta-feira (8), a polícia divulgou o retrato falado de um dos assaltantes. A imagem foi elaborada pela equipe Coordenação de Topografia, Modelagem e Desenho, do Departamento de Polícia Técnica (DPT). O retrato foi elaborado a partir de características fornecidas pela vítima.

Publicidade

O suspeito é um homem alto, moreno, usava óculos escuros, com cabelos e barba rentes à pele. Luís Antônio informou que acreditava que o autor do disparo estaria portando uma arma calibre 38. O que será comprovado através de peritos que estiveram no local do #Crime.

Maria Selma Lima, delegada que está acompanhando o caso, disse que esteve presente na composição do retrato falado, e aproveitou para colher mais informações da vítima e de sua esposa.

Segundo a delegada, após examinar câmeras de segurança do local é possível ver o outro homem que estava parado na moto aguardando toda a ação do suspeito. Ela contou que poucas pessoas sabiam do dinheiro, entre elas a esposa da vítima, o sócio de Luís Antônio e alguns funcionários do banco. De acordo com a delegada todos serão ouvidos, inclusive a vítima novamente quando tiver alta hospitalar

Com o retrato falado a polícia pede que se alguém souber de informações que levem ao paradeiro dos suspeitos, que entrem em contato com o disque denúncia, pelo número (71) 3235-0000, ou para a 16ª DT, nos telefones 3116-3114 e 3116-3118. #Casos de polícia