Um homem é suspeito de matar o companheiro de 60 anos no Guarujá, conhecido balneário no litoral de São Paulo. O #Crime aconteceu na noite de quarta-feira (22) e teve como cenário a casa em que os homens moravam. O suposto criminoso desferiu vários golpes de martelo na cabeça do idoso. O autor do homicídio fugiu logo após cometer o crime bárbaro e ainda não foi localizado. O site de notícias G1, apurou que a motivação do crime poderia ter sido ciúmes e uma suposta traição.

A Polícia Militar da região foi acionada pelo 190 para atender a uma briga de casal na rua Bernardete Pereira de Mello, bairro de Vila Zilda. Era por volta das 21h30 e a polícia se prontificou e enviou uma viatura para apurar o que estava acontecendo no local.

Publicidade
Publicidade

Ao chegar na casa, a equipe se deparou com o corpo de Álvaro Luiz dos Reis Dias, de 60 anos de idade, caído no chão de um dos quartos da casa e com vários buracos na cabeça, ocasionados pelas pancadas com martelo.

Testemunhas que moram próximo ao cenário da tragédia foram ouvidas pela polícia. Segundo essas testemunhas, o companheiro de Álvaro, conhecido como Leonardo, teria desferido marteladas contra a cabeça de seu companheiro e depois fugiu do local. Um menor também morava na mesma casa. Em sua oitiva preliminar no local, ele afirmou aos policiais que não tinha visto nem ouvido nada. A polícia irá investigar a versão do jovem antes de descartar sua participação como co-autor do crime que chocou a cidade.

O SAMU ainda foi acionado pela equipe da Polícia Militar que chegou ao local. Os paramédicos constaram que Álvaro já tinha falecido, e nada poderia ser feito.

Publicidade

Leonardo ainda deixou, na cena do crime, seu celular e o martelo usado para desferir os golpes. As duas evidências foram coletadas pela polícia.

O caso ficará sob a responsabilidade da Delegacia Sede do Guarujá. Até o fechamento da matéria, o autor do homicídio, Leonardo, ainda não tinha sido localizado para que se efetuasse sua prisão. A polícia quer colher ainda outros depoimentos nos próximos dias no intuito de elucidar definitivamente o caso. #Guarujá #bárbaro