Na tarde deste último domingo (12), o corpo de Simone de Moura Facini Lopes, de 31 anos, foi encontrado em uma chácara na zona rural de Rio Preto, São Paulo. O cadáver encontrava-se sem as roupas e amarrado pelos pés e pelas mãos em uma cama. Além disso, havia sinais claros de agressão, a vítima apresentava inúmeros ferimentos. Também foi encontrada no quarto onde ela estava, uma marreta coberta por sangue, que teria sido usado como a arma do #Crime, Além disso, foi localizada uma foto da vítima com vários dizeres no verso.

Na imagem estava escrito frases como ‘eu amo Simone’, ‘eu gosto dela’, estava assinada pelo dono da residência, e com data de dois dias antes de o crime acontecer.

Publicidade
Publicidade

O principal suspeito de ter cometido o assassinato seria um homem que morava na casa e recebia aulas da mulher, que era religiosa. Ela estaria ensinando o idoso, de 64 anos, a ler e a escrever, e, além disso, realizava trabalhos de ensino religioso aos domingos para o aposentado.

Quem encontrou o corpo foi um outro homem que também mora do local e que se assustou quando viu a cena terrível. O suspeito teria fugido da casa, momentos depois de ter cometido o crime. A Polícia Civil agora investiga o caso e ainda não descartou nenhuma hipótese, no entanto, a ideia mais aventada seria a de que o idoso teria se apaixonado pela mulher, e uma vez que não teria sido correspondido acabou matando-a.

O marido de Simone foi avisado e também compareceu ao local do crime, para o desespero do mesmo ele encontrou uma cena de terror, como nunca teria imagino.

Publicidade

Os familiares estão consternados e pedem por justiça. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) por se tratar de morte violenta, e os parentes ainda aguardam o laudo conclusivo que determinará a causa da morte.

Estão todos muitos tristes, uma vez que a mulher queria apenas realizar um trabalho humanitário e voluntário, mas acabou morta dessa maneira. O suspeito já tem passagens pela polícia, ele teria sido acusado anteriormente pelo crime de estupro quando ainda era jovem. Ele agora vem sendo procurado pela polícia para poder prestar depoimento. No entanto, para os investigadores, o fato de está desaparecido o coloca em uma posição ainda mais comprometedora e como o principal suspeito de ter cometido o crime violento.

#Casos de polícia