O Dia Internacional das Mulheres foi comemorado há poucos dias atrás, no dia oito de março em todo o mundo. Durante diversos protestos em todo o Brasil, mulheres saíram às ruas pedindo um basta à violência contra as mulheres e por direitos igualitários. Por mais que muitas mulheres tentam manter uma vida normal, seus companheiros não respeitam suas esposas e acabam cometendo crimes graves contra elas, como é o caso de uma mulher que sofreu queimaduras em Juiz de Fora em Minas Gerais.

O requinte de crueldade em casos de agressão contra mulheres acaba chocado até mesmo quem está perto de quem foi agredido por seu parceiro.

Publicidade
Publicidade

Em Juiz de Fora - MG um homem foi preso após fazer algo bárbaro com sua esposa que acabou levando-o para atrás das grades imediatamente após ser preso em flagrante.

O homem, sem dó nem piedade, jogou café quente na mulher enquanto os dois discutiam dentro da casa do casal. Mas, o que mais surpreendeu a todos e inclusive a vítima é que a mulher não estava sozinha. A cidade que fica a Zona da Mata mineira ficou apavorada com o #Crime que chocou toda a população de Juiz de Fora.

A mulher tinha acabado de dar a luz a um bebê filho de seu marido agressor. Quando o homem queimou sua esposa cm café quente, a mulher segurava seu filho nos braços, que foi atingido pelo líquido jogado pelo seu próprio pai enfurecido que brigava com sua mãe.

Após a agressão contra a mulher, Diego Almeida de Freitas tentou fugir do local para não ser pego em flagrante e por consequência, preso.

Publicidade

Mas, como Micaela Fabiano Bento tinha um vizinho que era policial militar aposentado, foi à ele que ela pediu por socorro momentos após ser queimada viva pelo marido que jogou café em todo seu corpo atingindo seu bebê recém-nascido que mamava no colo dela. O homem teria feito isso com Micalea porque não conseguiu realizar um assalto

Indignado, o agente aposentado correu atrás do criminoso e conseguiu alcançar o pai de família que fez isso com sua esposa. Após ser pego pelo vizinho, homem foi preso e encaminhado para o Ceresp, a cadeia pública da cidade de Juiz de Fora - MG.

A mãe e o bebê passam bem após serem queimados vivos com café quente. Os dois não tiveram problemas graves e já estão em casa recuperando-se do susto que tiveram. O marido deve continuar preso e responderá por agressão dupla, pois o bebê chegou a ser atingido pelo café quente.

#Investigação Criminal