A #JBS, envolvida na operação "#Carne Fraca" da Polícia Federal, veiculou um comercial com seus funcionários sobre a qualidade de sua carne e afirmando que o slogan do seu fundador é o mesmo dos funcionários onde afirma que “a carne produzida é a mesma consumida pelos seus funcionários e proprietários”.

O vídeo produzido pela JBS com seus funcionários é uma tentativa de melhorar a imagem da empresa que está sendo investigada por vender carne estragada utilizando ácido ascórbico que pode causar câncer quando consumido em grandes quantidades, que é o mesmo da vitamina C que dá cor amarelada a agua e que na carne estragada da aparência de uma carne em estado bom, mas que na verdade é imprópria para o consumo humano.

Publicidade
Publicidade

A operação "Carne Fraca" foi desencadeada pela #PF na sexta-feira (17) onde escutas telefônicas revelaram um esquema de grandes produtores para comercializar carne que não poderia ser vendida. A operação trouxe ao Brasil mais um escândalo de corrupção envolvendo políticos que estariam recebendo propinas nesse esquema de vender carne sem condição de ser consumida.

Essa operação levou países do mundo inteiro a embargar a importação da carne brasileira até que seja esclarecido como vem sendo feita a fiscalização na venda para os mercados estrangeiros. A China, um dos países que mais consomem carne do Brasil, já cancelou a compra até que o governo brasileiro dê garantias de que a carne vendida para o exterior tem uma boa qualidade e que passa por um rigoroso controle de qualidade.

O presidente Michel Temer, em uma tentativa de convencer os representantes dos países que importam carne do Brasil, foi jantar em uma churrascaria para mostrar que é seguro consumir a carne brasileira.

Publicidade

A tentativa do presidente trouxe resultado, a Coréia do Sul, que tinha cancelado a importação da carne, voltou a permitir a compra e consumo em seu país. A operação "Carne Fraca" trouxe uma situação complicada entre o governo do presidente Temer e a Polícia Federal, pois a ampla divulgação da operação fez com que o Brasil ficasse com uma imagem muito ruim no exterior, causando grande desconforto no governo federal.

A empresa JBS, que fez a tentativa com o vídeo de prova que seus produtos são de qualidade, acabou fazendo com que sua imagem ficasse um pouco mais desgastada por ter veiculado propaganda com selo de validade vencido, apesar da empresa informa que as imagens no vídeo são de arquivo.

Veja o vídeo: