Uma tragédia assolou uma família no litoral paulista. Uma #Mulher que estava desaparecida há 2 dias, desde a última terça-feira, 28, pela manhã, foi encontrada, e da pior maneira possível.

A mulher estava no porta-malas do próprio carro, já sem vida, na cidade de Peruíbe, no litoral de São Paulo. A Polícia Civil revelou alguns detalhes do #Crime.

Inicialmente, o marido declarou à polícia, que ele havia brigado com a esposa, porque descobriu que ela era infiel. Após a descoberta da #traição, o casal discutiu em casa, e a mulher decidiu deixar o local em seu próprio carro. O fato ocorreu na manhã do dia 28, terça-feira por volta de 10h.

Publicidade
Publicidade

Já ao anoitecer de quarta-feira, 29, o veículo foi localizado em uma estrada de terra na zona rural de Peruíbe. Como o carro estava todo trancado, foi necessário chamar um chaveiro para abri-lo. Infelizmente, a tragédia então se revelou.

A mulher, Maria Luzianira de Lima Pereira, de 47 anos, foi vítima de arma de fogo, aparentemente com um ou dois tiros. O corpo seguiu para o IML (Instituto Médico Legal) para verificar a causa real e horário provável da morte.

Logo que encontrou o corpo, a Polícia Civil solicitou que o marido comparecesse novamente à delegacia para prestar esclarecimentos. Ele confirmou a história da traição e que a esposa havia saído de casa com seu próprio carro. O mistério da morte poderia ter sido revelado com a confissão do marido, mas ele alegou que desde que a mulher sumiu, não mais a viu, negando qualquer participação no crime.

Publicidade

O caso é investigado no 1º Distrito Policial de Peruíbe.

A Polícia Civil de Peruíbe emitiu nota afirmando que o caso em questão foi registrado como homicídio, mas a hipótese de suicídio não pode ser descartada nas investigações, dadas às circunstâncias prévias do crime.

Pelas fotos registradas pelo site de notícias G1, o carro aparece com o vidro traseiro quebrado. Sobre o caso, a Polícia Civil não deu explicação. Segundo o registro do caso, o veículo foi aberto com ajuda de um chaveiro e as chaves do carro estavam junto ao corpo da vítima.