Um #Crime chocante aconteceu na manhã de domingo (26) no Bairro Matias Velho em Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Uma criança de apenas 4 anos foi morta com um golpe da faca no coração pela própria mãe. Trata-se de Clarice dos Santos Fagundes, que foi levada a um hospital mas não resistiu aos ferimentos. A mãe da menina, Neila dos Santos Fagundes, de 30 anos, foi presa em flagrante pela polícia. De acordo com o delegado Valeriano Garcia, da Divisão de Homicídios de Canoas, o marido de Neila havia saído e ao retornar encontrou a esposa sobre o corpo da filha.

Uma "queda no mundo espiritual"

Em depoimento, a mãe da menina disse que a motivação para o crime teria sido espiritual.

Publicidade
Publicidade

Quando foi questionada pelo delegado se já havia pensado em cometer esse crime outras vezes ela respondeu que sim, "quando a gente teve uma queda no mundo espiritual". O delegado também disse que a mãe da criança foi bem lacônica, e agiu de forma tranquila e fria. Segundo ele, antes mesmo da confissão de todos os elementos a polícia já sabia que havia sido a mãe que cometeu o crime.

A mulher também teria ouvido vozes que a mandavam matar a própria filha. Ao retornar o marido encontrou a menina ferida e junto com o vizinho a levou imediatamente para o hospital. Infelizmente a menina morreu. Quando o socorro chegou, a criança estava deitada na cama com uma ferida no coração, próximo ao ombro.

Embora a mãe da criança tenha dito que tentou se matar, para o delegado isso em nada ameniza a situação.

Publicidade

A arma do crime foi uma faca de cozinha de cerca de 15 cm. Neide foi filmada pela polícia dizendo que realmente havia matado a própria filha e que estava ciente do que fez. Disse também que no momento parecia estar fazendo o certo mas depois percebeu que tudo aquilo era errado.

Ela encontra-se internada no Hospital de Pronto Socorro de Canoas (HPSC), com estado de saúde estável, e escolta policial. Irá direto para o sistema prisional assim que receber alta. Nenhum distúrbio mental foi constatado, segundo o delegado. O pai da menina também está em tratamento médico por causa do trauma sofrido com a morte da filha. Também segundo o delegado, ele estaria totalmente transtornado. #Casos de polícia