O número de assalto tem crescido assustadoramente, e em alguns casos a vítima acaba reagindo, talvez um reflexo do momento, ou por conta da impunidade em que vive o país. Na madrugada deste último domingo (5), durante uma tentativa de assalto, um motorista de ônibus acabou reagindo, e foi esfaqueado pelo ladrão. Porém um homem armado que presenciou o ataque resolveu ajudar e atirou e matou o criminoso.

O caso aconteceu na região da Vila Rubim, no Centro de Vitória, no Espírito Santo, por volta de 1h00 da madrugada. Segundo a Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Sesp), informou que o bandido anunciou o assalto, e o motorista do coletivo reagiu, os dois entraram em luta corporal, a briga se estendeu até a calçada da avenida.

Publicidade
Publicidade

O motorista acabou golpeado diversas vezes, até que uma testemunha que estava no local viu a ação do bandido e disparou contra ele. O criminoso saiu correndo e o homem armado foi atrás dele e disparou outros tiros, matando o assaltante.

O condutor do ônibus foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), e levado ao hospital em São Lucas, em Vitória, para receber atendimento médico. Felizmente o motorista após atendimento, teve alta hospitalar.

Não existe informação de quem tenha sido o atirador, e se ele permaneceu no local ou evadiu. O bandido correu ferido e cai morto em frente ao Departamento da Polícia Militar da Vila Rubim. O corpo do homem foi levado para o Instituto Médico Legal (IML). O cadáver continua sem identificação, já que não foi encontrado com ele nenhum documento e até a data do fechamento desta matéria ninguém havia aparecido no órgão para fazer o reconhecimento do corpo.

Publicidade

Para manter a integridade física do motorista, sua identidade não foi revelada, a única informação disponibilizada, é que o trabalhador rodava na noite do ataque na linha 160 do munícipio.

Fatos como estes em que a população acaba fazendo justiça com as próprias mãos, tem se tornado mais frequente, devido a grande impunidade, e um sentimento de revolta diante da violência. Muitas vezes trabalhadores e pais de família vão trabalhar e acabam sendo assassinados em assaltos.

Porém vale sempre a pena lembrar que não se deve reagir em caso de assalto, pois a vítima pode sair ferida gravemente ou até mesmo vir á óbito. #Crime #Casos de polícia