De acordo com informações da Polícia Civil de São Paulo, a mulher identificada como Simone de Moura Faccini Lopes, foi encontrada já sem vida acorrentada seminua em cima de uma cama. O #Crime foi registrado no último domingo (12), d o corpo foi encontrado em uma região rural do município de São José do Rio Preto (SP). Há suspeitas de que Simone tenha sido violentada sexualmente antes de ser morta. Entretanto, só a autópsia poderá comprovar se vítima foi estuprada ou não. O principal suspeito do crime é um morador da região que estava sendo alfabetizado pela vítima há mais de quatro meses. ''Ninguém imaginava que ele iria fazer uma maldade dessas com a minha filha", contou a mãe de Simone, em entrevista para o jornal "Folha de S.

Publicidade
Publicidade

Paulo".

De acordo com a versão da família a vítima estava trabalhando como voluntária em um projeto social. "Não tem como explicar o que fizeram com ela", disse Laudiceia Lopes, cunhada da vítima. Em depoimento à Polícia, os familiares de Simone contaram que ela costumava frequentar uma chácara, onde estava ensinado um senhor de 64 anos a ler e escrever. De acordo com a versão da família, a mulher teria saído de casa por volta das 11h da manhã do último domingo e até o fim da tarde, não havia retornado.

Como seus familiares começaram a ficar preocupados, o marido de Simone resolveu comparecer até a chácara para ver o que havia acontecido com a mulher. Ao chegar no local, o marido da vítima percebeu viaturas da policia. Ele foi avisado pelos policiais que teriam encontrado o corpo da vítima preso a uma cama.

Publicidade

A polícia foi avisada por um morador de 47 anos que teria encontrado o corpo da mulher.

O idoso, de 64 anos, que não teve o nome revelado segue foragido. O delegado responsável pelo caso confirmou que os dois homens já cumpriram pena por #Estupro. O laudo médico concluiu que a vítima foi morta com golpes de marreta na cabeça. A perícia deverá ajudar os investigadores a identificar o nome do suspeito responsável em praticar o crime. O corpo de Simone foi sepultado na tarde de segunda- feira (13), no cemitério São João Batista. #Casos de polícia