No início da noite desta última segunda-feira (27), uma jovem foi duramente agredida por um homem após ter sido assediada sexualmente pelo mesmo na região da Lapa, no Rio de Janeiro. A vítima é Elisabeth Henschel, de 23 anos, e aproveitava o carnaval na região com o namorado, quando foi surpreendida pelo agressor que a princípio a teria apalpado enquanto ela passava pela rua Mém de Sá. Revoltada com a abordagem totalmente inadequada e se sentindo extremamente desrespeitada, a jovem foi atrás do homem que ao invés de se desculpar foi ainda mais agressivo. Antes que Elisabeth pudesse dizer alguma coisa foi atingida com um soco no rosto e caiu no chão.

Publicidade
Publicidade

Assustada e com medo de que o homem agredisse também seu namorado e a situação ficasse fora de controle, ela ainda se levantou e foi mais uma vez em direção ao agressor, que deferiu outro soco no rosto da jovem e fugiu. Ela e o namorado que estavam felizes aproveitando a folia, tiveram que correr para o Hospital Souza Aguiar para que ela recebesse atendimento médico. Antes a estudante fez questão de registrar o ocorrido com a câmera do celular para ter provas contundentes contra o homem. Enquanto ainda procurava um meio para chegar até o Pronto Atendimento, Elisabeth viu mais uma vez o homem. Foi quando resolveu procurar as autoridades para denunciá-lo. Ela localizou os agentes do Lapa Presente que surpreenderam o agressor e o levaram até a delegacia para prestar depoimento. Depois de sair do hospital, onde recebeu três pontos no nariz, a jovem também foi ouvida e relatou todo o ocorrido.

Publicidade

O caso vai ser investigado pela Delegacia da Mulher e o criminoso deverá responder na justiça pelo seu ato.

No dia da confusão a estudante vestia um body, no qual estava escrito a palavra ‘Feminista’ em inglês. Segundo Elisabeth somente pelo fato de estar vestida dessa maneira teria recebido várias abordagens extremamente agressivas, principalmente por parte dos homens. Ela fez um extenso relato nas redes sociais contando o caso da agressão que sofreu e condenando qualquer tipo de violência contra a mulher. Muitos internautas se manifestaram no post feito por ela dizendo acharem um absurdo que agressões do tipo ainda ocorram. A polícia agora deve conduzir o caso e responsabilizar o folião agressor.

#Crime #Investigação Criminal