A polícia encontrou três #Guardas nus e algemados dentro de uma prisão, em Cuiabá, no centro do Brasil. Entretanto, 28 presos haviam fugido da #cadeia, depois que três mulheres teriam seduzido os guardas da prisão. Vestidas com roupas sedutoras de policiais, elas teriam drogado os guardas e os convenceram a participar de uma #orgia. Depois de deixarem os guardas fora do caminho, os detidos conseguiram sair da prisão pelas portas principais, levando inclusive armas e munições que tiraram dos guardas.

A polícia está agora investigando como tudo teria acontecido, depois de os guardas terem passado pela humilhação de serem apanhados dessa forma.

Publicidade
Publicidade

O saco com as roupas que elas vestiram, com lingerie e uniformes da polícia de estilo dominatrix, foi encontrado dentro da cadeia. Entretanto, as fotos dos guardas nus começaram viralizando nas redes sociais. Alegadamente, teriam sido uns policiais mais divertidos que fizeram a brincadeirinha e, depois de cair na internet, os guardas não param de ser zoados por todos.

As três mulheres - uma delas supostamente a namorada de um dos prisioneiros que escaparam - chegaram na prisão durante a madrugada e pediram para ficar conversando com os guardas, que persuadiram a deixar seus postos de trabalho e acompanhá-las para o dormitório dos funcionários. Depois de tomarem uísque com droga dentro, eles apagaram por completo e elas aproveitaram para os algemarem. Depois, pegaram suas chaves e destrancaram todas as celas da prisão, segundo a chefe Angelina de Andrades Ferreira.

"A partir do momento em que tomaram o uísque, os agentes não se lembravam de nada, um ficou atordoado, tentando acordar, outro dormiu durante toda a tarde e não pôde sequer ser questionado", revelou a chefe em coletiva de imprensa.

Publicidade

"Os prisioneiros levaram três espingardas de calibre 12, duas revólveres de calibre 38 e munições", disse ela.

Nesse momento, a polícia acredita que a fuga foi planejada por Bruno Amorim, o namorado de uma das mulheres. Aos 18 anos, ele estava cumprindo pena por tentativa de assassinato, roubo e posse de armas de fogo.

Esta terça-feira (7), oito dos 28 fugitivos já tinham sido recapturados. Um deles foi apanhado depois de roubar um caminhão.

A situação é difícil também para os guardas pois, segundo a chefe Angelina, serão acusados ​​de "facilitar uma fuga de presos" e "desfalque culpado" por causa do roubo de armas de fogo.