Depois de aprovar cobrança de ISS (Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza) com alíquota mínima de 2% sobre serviços de streaming, como a #Netflix, o #Governo está planejando um novo imposto que pode causar grandes impactos para os consumidores brasileiros que optam pela nova forma de assistir filmes e séries.

De acordo com o divulgado na coluna de Ricardo Feltrin no UOL, o novo imposto seria na modalidade Contribuição para o Desenvolvimento da Indústria Cinematográfica Nacional e estaria ligado a ANCINE (Agência Nacional do Cinema). Tal possibilidade deve afetar - e muito - o serviço no #Brasil. De acordo com o divulgado por Feltrin, cada um dos filmes e episódios exibidos pela Netflix seriam taxados.

Publicidade
Publicidade

Esse valor seria de R$ 7.291 para cada filme estrangeiro presente no catálogo, além de R$ 1.822,81 por cada episódio de cada uma das séries internacionais disponíveis na Netflix. Como forma de incentivar a produção e divulgação de produtos cinematográficos nacionais, o valor cobrado por filme brasileiro seria de R$ 1.458,25, já por cada episódio de série nacional o valor seria de R$ 364,56. Para o governo, este novo sistema possibilitaria arrecadar até 2022, apenas com a Netflix, mais de R$ 300 milhões.

Existe um 'Plano B' de taxação para a Netflix

Mas caso essa implementação não dê certo, o governo tem um 'Plano B' para taxar a Netflix de outra forma: cobrar de 3% a 8% sobre o lucro anual da empresa. Reed Hastings, presidente-executivo da Netflix, comentou sobre a taxação do serviço no Brasil e, em fevereiro deste ano, quando fez uma visita ao Brasil destacou que "somos uma entidade local, pagando impostos, aqui no Brasil, desde o começo, há cinco anos".

Publicidade

Hastings ainda falou que "desde que as regras sejam aplicadas igualmente em todos, nós, nossos concorrentes, então cabe aos brasileiros e ao governo decidir quais impostos devem ser cobrados e nós apenas seguimos as leis". De qualquer modo, assim que os novos impostos entrarem em vigor, é bem provável que os valores sejam repassados ao consumidor final.