Uma menina de 17 anos quase foi estuprada quando na última terça-feira (28), quando voltava da escola, na cidade de Votorantim, em São Paulo. A garota foi imobilizada e teve a boca tapada, mas conseguiu se desvencilhar do sujeito e ele fugiu.

Câmeras de segurança flagraram toda a movimentação. Até aí, trata-se de uma ocorrência triste, mas não surpreendente no dia a dia de milhares de mulheres brasileiras, que infelizmente sofrem diariamente com os riscos de assédio e abuso sexual nas ruas e dentro de casa.

O que chama a atenção nesta história é que o homem foi preso graças a ajuda do pai da menina. Ele viu as imagens e conseguiu reconhecer o sujeito, que aparece de camiseta branca.

Publicidade
Publicidade

Ele disse à polícia que quando viu as imagens, já sabia quem era. A partir daí, foi uma questão de honra ajudar a localizar o suspeito.

A tentativa de estupro ocorreu a alguns metros da casa da garota. O homem, que a arrasta para um terreno vazio já havia sido visto várias vezes nas redondezas. O pai então passou a investigar junto com a polícia. Ele tinha várias pistas, inclusive.

O pai, que não quis se identificar, sabia que o suspeito trabalhou em uma obra no bairro alguns dias antes, como servente de pedreiro. Contou que ele chegou a pedir emprego em algumas residências da região. Ele também já havia tentado abusar de uma amiga da vítima, por isso era visado.

Na delegacia, o suspeito confessou que era ele nas imagens em poder da polícia, mas alegou que não queria estuprar a jovem e que a intenção era apenas pegar o seu celular.

Publicidade

Como a menina gritou muito e reagiu, ele achou melhor desistir e fugiu.

As imagens foram cruciais para o desfecho do caso. O vídeo só pode ser usado no processo por conta da câmera de segurança instalada em uma das casas no Jardim Karolyne.

Conforme o pai da vítima, o sujeito esperou o guarda que fica 24 horas no bairro sair para fazer a investida. “Eu costumo buscar minha filha na escola, mas naquele dia específico ela acabou voltando sozinha”.

O suspeito continua preso e deverá ser levado à cadeia de Pilar do Sul.

#Crime #Casos de polícia