Uma #criança foi diagnosticada com cardiomiopatia, uma doença causada pela má formação do coração. A menina precisa ser levada e transferida urgentemente para um tratamento, ela está internada há mais de uma semana em uma clínica regional de Sinop, há 503 quilômetros da capital cuiabana.

Os pais da pequena Ângela Louisy Guimarães dos Santos, de apenas cinco meses, ainda não conseguiram que sua filha fosse atendida pelo governo, mesmo com liminares da Justiça. A família de Ângela não tem condições financeiras de pagar o tratamento e a possível transferência.

Desde da última segunda-feira (20), a criança está internada, após sofrer 3 paradas cardíacas.

Publicidade
Publicidade

Segundo a TV Centro América, a secretária municipal de saúde disse que a garota foi atendida inicialmente em um ponto de atendimento (UPA). Logo após, a criança foi encaminhada para o hospital regional da cidade de Sinop. De acordo com a secretária, o tratamento da menina é de responsabilidade do governo do estado.

A mãe da menina relatou que percebia que a respiração dela era muito ofegante e que a levava sempre em pediatras, mas eles falavam que o estado de saúde da garota era normal. A família da criança disse que a menina tem uma dilatação e inflamação no coração. O estado de Ângela ainda é considerado estável e ainda continua internada no hospital regional de Sinop. O tratamento e os exames necessários não são realizados na cidade e nem no estado de Mato Grosso. A demora tem preocupado a família porque é preciso uma outra transferência.

Publicidade

O pai do bebê, Jackson Kennedy Pereira dos Santos, explicou que a médica foi enfática no laudo e que é preciso descobrir a causa da doença para ser feito o tratamento correto e serem tomadas todas as medidas cabíveis.

Assim que a família procurou a Defensoria Pública, eles conseguiram na Justiça duas liminares exigindo a transferência e pedindo explicações do caso de Ângela.

A Secretaria de Saúde do Estado informou que a menina foi para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), em Cuiabá. A menina vai passar por uma avaliação na UTI, onde os exames vão indicar se o tratamento dela será realizado fora ou dentro do estado. #Brasil