Um vídeo divulgado nesta terça-feira (21) pela página Brasil News, no Facebook, tem causado muita polêmica entre os internautas. Nele, uma #criança, que não teve a idade revelada, aparece rebocando a parede de uma casa junto com seu pai, Francisco Fonseca, responsável por disponibilizar o vídeo para publicação.

O vídeo tem menos de dois minutos, e em seis horas no ar, foi visualizado por cerca de 350 mil usuários da rede social. Cerca de 7,5 mil pessoas comentaram a publicação e expressaram suas opiniões. Há quem tenha gostado de ver o garoto trabalhando e outros que pedem providências do Ministério do Trabalho e entidades que fiscalizam o trabalho infantil.

Nas imagens é possível ver o esforço do garoto para fazer seu serviço, que é visto com orgulho pelo pai e pelo responsável por registrar as imagens.

Publicidade
Publicidade

Para Francisco, o ato de ensinar o ofício para o filho é garantia de que a criança será um jovem trabalhador futuramente. Vários internautas concordaram a atitude do pai e teceram elogios. Alguns dos comentários diziam: "É por isso que a maioria dos adolescentes mata, rouba e estupra. A culpa na maioria das vezes não é do pai e da mãe e sim das leis só servem pra marginalizar os jovens. "Um pai ensinar o filho a trabalhar não é errado, desde que o filho estude e tenha um tempo pra diversão", disse outro seguidor da publicação.

Questionada por diversos seguidores por ter publicado o vídeo, a página se posicionou dizendo que . "A criança trabalha de manhã e de tarde vai pra escola estudar, tem uma vida de criança como qualquer outra, mas o mesmo pediu ao pai para ajudar construir e ganhar seu próprio dinheiro, desde então ele vem se aperfeiçoando e já trabalhando como profissional", comentou a página Brasil News.

Publicidade

No Brasil, o #Trabalho infantil é proibido para os jovens que ainda não completaram 16 anos. Os adolescentes que estejam vinculados ao programa de Menor Aprendiz podem ingressar no mercado de trabalho a partir de 14 anos. Antes dessa idade, exercer qualquer função remunerada é proibido por lei, mesmo que a criança concilie o trabalho com estudos e lazer. Indignada com o vídeo, uma seguidora da página disparou, "criança tem que se divertir e brincar. Está errado! Trabalho infantil é crime".

De acordo com a Fundação Telefônica, o trabalho infantil traz muitos impactos físicos e psicológicos para a criança. O menor submetido ao trabalho apresenta sérios problemas de saúde como distúrbios de sono, fadiga excessiva, irritabilidade e problemas respiratórios. Além de perder seus direitos básicos a educação, lazer e esportes, os jovens que trabalham perdem sua capacidade de aprendizagem, o que interfere diretamente em sua forma de se relacionar com as pessoas. Veja o vídeo que gerou tantos comentários e polêmica e deixe sua opinião.

#Casos de polícia