O fato aconteceu na manhã desta última segunda-feira (13), após a denúncia anônima informando a polícia a existência de dinheiro boliviano no país. O caso aconteceu em uma favela localizada em Caju, Zona Portuária do Rio de Janeiro. O dinheiro foi encontrado dentro de dois veículos no local.

De acordo com a Polícia Civil, cerca de 40 milhões de bolívares, equivalentes a 12 milhões de reais, estavam escondidos dentro de dois veículos roubados, em uma favela em Caju. O 17º Batalhão da Policia em São Cristóvão, que está à frente do caso, informou que os dois veículos haviam sido roubados na região.

Segundos os agentes a denúncia revelou a existência do dinheiro no local, que pertenciam aos traficantes de uma facção criminosa conhecida como “Amigo dos Amigos”, popularmente conhecida como ‘ADA’.

Publicidade
Publicidade

A denúncia ainda avisou a polícia que os criminosos conseguiram trazer o dinheiro para o Brasil de forma clandestina, e seria usado para equipar a facção, com a compra de novas armas.

Uma força tarefa foi organizada pela polícia para a preensão das notas clandestinas e dos veículos roubados. Traficantes resistiram e enfrentaram os agentes, ouve troca de tiros entre eles, mas ninguém ficou ferido.

A Polícia Civil conseguiu apreender os dois veículos que foram encaminhados ao Pátio Legal, já o dinheiro localizado no interior dos automóveis serão encaminhados ao Tesouro Nacional.

Até o fechamento desta matéria não havia nenhuma informação divulgada sobre prisão de algum suspeito no local.

Vale a pena ressaltar em casos como este a importância das denúncias, é uma forma da sociedade “trabalhar” em conjunto com a polícia, ajudando a combater os mais variados tipos de crimes.

Publicidade

Sejam eles, contrabando, tráfico de drogas ou armas, assassinatos entre outros. Pois o ponto de partida da polícia neste caso foi à denúncia, e o sucesso da operação se deu também pela forma como os policias se prepararam e articularam para a execução da tarefa.

Desta maneira dois veículos foram recuperados e o dinheiro ilegal que ainda serviria para compra de armas, ajudando aumentar a violência foi recolhido.

A polícia segue investigando o caso para descobrir quem são os envolvidos diretos na ação, localizá-los e prendê-los. #Crime #Casos de polícia