Nessa semana, um polêmico vídeo acabou sendo divulgado nas redes sociais. Ele mostra um jovem passando mal após, supostamente, ter ingerido crack. O vídeo foi publicado em uma fanpage, no Facebook, voltada ao deputado federal Jair Bolsonaro, eleito pelo PSC do Rio de Janeiro. A sequência de imagens é realmente impressionante. O rapaz se debate no asfalto e chega a se jogar em uma espécie de vala. Ele grita e esperneia bastante. A impressão para muitos é que o adolescente está em uma espécie de possessão demoníaca. No entanto, o vídeo é para alertar como as drogas, de fato, podem provocar muitos problemas a quem a ingere.

O menino dos imagens termina o vídeo, que tem pouco mais de um minuto, desacordado.

Publicidade
Publicidade

Ninguém sabe, ao certo, o que houve com ele. No entanto, mesmo assim, milhares de pessoas se mostraram preocupadas com o que houve. "Infelizmente, o número de dependentes só cresce. Tem que ter penas mais severas para traficantes e bandidos como nos outros países", disse um internauta nas redes sociais. Atualmente, a grave crise do uso das drogas envolvendo menores é um grande problema das metrópoles brasileiras. Isso acaba desencadeando um problema após o outro e, certamente, tem reflexo na violência.

A violência se reflete a partir do momento que, sem conseguir bancar o vício, os usuários, acabam cometendo outros crimes. Além disso, os traficantes, para manter o seu negócio ilegal e que gera lucro alto, são capazes de realizar todo o tipo de coisa. O vídeo é apenas um momento, entre vários, que reflete claramente que algo precisa ser feito urgentemente.

Publicidade

No Rio de Janeiro e em São Paulo, existem em regiões centrais verdadeiras cracolândias. No Rio, isso ocorre, em especial, em Manguinhos.

Veja abaixo o vídeo que mostra o jovem rapaz se debatendo após usar a droga ilícita no Brasil. Na sua opinião, o que deve ser feito para mudar essa situação? Deixe o seu comentário. A sua mensagem é sempre muito importante para todos nós e ajuda no diálogo de temas relevantes à sociedade.

#Crime #Investigação Criminal