Cinco homens foram presos pela Polícia Ambiental por maus-tratos a animais domésticos e silvestres, na última terça feira (21). Eles são acusados de maltratar e manter #Animais em cativeiro em Bragança Paulista (SP). O fato chocou e revoltou protetores e simpatizantes da causa animal.

Na casa em que se encontravam os cativeiros, a Polícia Militar encontrou um cachorro da raça Yorkshire congelado, cobras, pássaros, tigres d'água, aranhas, tartaruga, vários hamsters e ratos. E conforme divulgado pela Polícia Ambiental, a Policia Militar recebeu uma denúncia sobre uma casa no bairro Vila Aparecida, que seria o ponto de refinamento e venda de drogas.

Publicidade
Publicidade

Ao chegarem ao local denunciado, os policiais localizaram dois quilos de maconha prontos para serem embalados para venda.

Os policiais continuaram as buscas no imóvel e encontraram os animais. A Polícia Ambiental foi acionada imediatamente e assim que chegou pode constatar também a existência de inúmeros animais silvestres, além do animal doméstico congelado. Fato que gerou a prisão em flagrante dos criminosos por maus-tratos a animais silvestres e #Crime ambiental.

Os cinco homens que foram autuados pela Polícia Ambiental foram indiciados e terão que responder por maus-tratos aos animais e ainda pagar uma multa no montante de 129 mil reais. A pena para este crime é prevista no Código Penal brasileiro e consiste em detenção acrescido de multa.

Os defensores, ONG'S e simpatizantes da causa animal que lutam arduamente para conseguir proteger todos os animais de maus-tratos, inclusive, muitos deles recolhem animais vitimados e os recuperam, utilizaram as redes sociais para se posicionarem contra qualquer tipo de violência contra os animais.

Publicidade

E também utilizaram o acontecido para cobrar do poder público leis mais severas para quem pratica esse tipo de crime considerado inaceitável por todas as pessoas que amam e respeitam os animais.

Os animais foram recolhidos e serão encaminhados a um local onde receberão os cuidados e proteção adequados a cada espécie. #Casos de polícia