Um bandido de Belo Horizonte, em Minas Gerais, decidiu matar um dos melhores amigos. Após ficar de "saco cheio da amizade", ele deu vinte e quatro tiros na vítima. Para ter certeza que o ex-amigo realmente passou dessa para a melhor, o homem ainda o atropelou usando um veículo. De acordo com informações do portal de notícias R7, em reportagem publicada nesta quinta-feira, 23, quem realizou a ação macabra foi um dos maiores traficantes de Belo Horizonte, o Tingu. Esse é o apelido de Gustavo Gonçalves dos Santos. Aos trinta e quatro anos, ele tem um currículo intenso com a Polícia. Ele foi detido, justamente, por agentes da Polícia Civil.

Tingu é tão famoso no mundo do #Crime que ele é suspeito de comandar o tráfico de um dos principais bairros da região metropolitana do Belo Horizonte, o Jardim Alvorada.

Publicidade
Publicidade

Segundo fontes do portal de notícias da Record, o homem era temido pela comunidade. Além disso, o bandido também era odiado pelos rivais. O homem tem vários rivais na região e é acusado de fazer muitos assassinatos. Um deles, o do amigo do crime, Daniel Rodrigues Muniz. Fuzilado, Daniel ajudou Tingu em mutias artimanhas do mal. No entanto, nos últimos tempos, os dois decidiram se afastar e enraivecido, o traficante assassinou barbaramente o "brother".

Outros envolvidos no crime

Tingu, apesar de não ser mais amigo do morto, agora já tem novos comparsas. Após ele ser preso, ficou descoberto que outros três homens ajudaram a assassinar Daniel. Wesley de Souza, de 25 anos, John Leon, de 23, e Bonecão, de 27 anos, são os suspeitos para terem realizado a ação. Agora todos os homens são considerados foragidos da justiça.

Publicidade

O grupo já era conhecido na região por serem considerados muito violentos.

Na sua opinião, o que pode ter desestruturado uma amizade tão duradoura e firme como a do traficante e seu comparsa, a fim de que ele chegasse, inclusive, a matar o companheiro? Deixe seu comentário. Ele é sempre importante e ajuda no diálogo de temas importantes para a sociedade como um todo.