A filmagem do assassinato brutal de um transgênero chamado Dandara, em Fortaleza, Ceará, repercute em diversos jornais britânicos, como Daily Mail, Daily Mirror e Daily Star, nesta terça-feira (7).

Gravado pelo celular de um cúmplice dos agressores, o vídeo horripilante mostra a vítima já machucada, sentada no chão em frente a um carrinho de levar cimento – utilizado na construção civil.

Enquanto implora, em vão, para eles encerrarem a violência, os marginais chutam seu rosto e ordenam que ela entre no carrinho de mão.

Já sem forças devido a surra, Dandara rola no chão ao mesmo tempo em que procura achar forças para levantar e obedecer as ordens dos cearenses.

Publicidade
Publicidade

Ainda imóvel, a transgênero é novamente violentada, dessa vez por um enorme pedaço de pau, usado pelo agressor para atingir o corpo e a cabeça da vítima - que não recebe ajuda, apesar de ser espancada em público.

Depois disso, a última visão que ela teve em vida foi a de seus assassinos a pondo no carrinho para levá-la até o beco, onde foi torturada até a morte.

Embora o crime tenha acontecido em 15 de fevereiro, o caso veio a público somente na sexta-feira, 3 de março, quando a Polícia Civil liberou as degradantes imagens, que agora repercutem na imprensa de todo o mundo.

Segundo as autoridades, em menos de uma semana de exibição, o vídeo ajudou a identificar as seis pessoas envolvidas no homicídio – nomes não revelados.

Conforme membros da Rede Trans do Brasil, Dandara foi a quinta transexual assassinada no país, em fevereiro.

Publicidade

Apesar do homicídio ter incitado o governo do Ceará a divulgar uma recente declaração repudiando a desprezível atitude dos “psicopatas mirins”, casos envolvendo espancamento e insultos a transgêneros são frequentes no Brasil.

Ainda que a filmagem retrate apenas uma vítima, o filme, na verdade, revela a brutalidade e a ignorância latente na maioria dos brasileiros.

Conhecido como o “país do Carnaval”, período em que homens se vestem de mulheres e a “suruba rola solta”, é possível que em breve o território nacional seja chamado de “a nação dos moralmente flagelados”.

Afinal, passado o Carnaval, nada mais é permitido.

Abaixo, veja o vídeo completo e outro resumido. Caso sejam removidos do Youtube, copie e cole o link no navegador:

http://players.brightcove.net/4221396001/V19oeQPdg_default/index.html?videoId=5350356311001&applicationId=MIRROR%20Embed%20Offsite

GRAVAÇÃO RESUMIDA

#Mídia #Curiosidades #Crime