Felizmente, um crime terminou bem no Norte do Paraná. No fim de semana, dois homens decidiram tentar assaltar uma mulher que saía de uma igreja no Norte do estado. A tentativa de assalto aconteceu na cidade de Maringá. Os meliantes não sabiam, mas a mulher assaltada, na verdade, era uma policial militar feminina. Quem estava na condição de vítima era justamente uma profissional, acostumada a lidar com o #Crime. A PM, identificada como Daniela Arouca, tem 35 anos e estava saindo do culto, quando a abordagem ocorreu. Os bandidos tentaram assaltá-la usando uma motocicleta, mas eles, definitivamente, não esperavam o que ia ocorrer em seguida.

De acordo com o site 'Massa News', além de PM, Daniela ainda é campeã de jiu-jitsu.

Publicidade
Publicidade

Ela tem uma página no Facebook em que divulga o seu trabalho como atleta e policial. Os homens, ao abordarem a PM, disseram que estavam armados, mas ela desconfiou, já que não viu nenhuma arma de fogo na mão deles. Foi aí que a lutadora decidiu agir. A partir do momento que a agente passou a ter certeza que nenhum dos homens estava armado, ela decidiu agir, mostrando o porquê é uma campeã de luta marcial. A PM tirou da cintura uma pistola ponto quarenta e mandou que os dois homens, imediatamente, se rendessem. Um dos homens conseguiu sair correndo e fugir, já o outro não teve muita sorte. Ele acabou sendo golpeado e imobilizado pela agente, que mostrou profundo conhecimento ao terminar bem a situação.

Detalhes da ação

No momento em que Daniela segurava o homem, o bandido tentou virar a arma para a lutadora.

Publicidade

Foi aí que um disparo ocorreu e atingiu o automóvel da vítima. A mulher que estava com o bandido, no entanto, deu uma chave de braço nele e o homem acabou não aguentando e desmaiou. Em seguida, a lutadora de jiu-jitsu chamou reforços. Em depoimento à polícia, o homem preso, que não teve o nome identificado, revelou que jamis imaginou que sua "presa" fosse uma PM. O meliante tem 18 anos e deve aguardar preso um julgamento por conta da tentativa de assalto. #Investigação Criminal