Mais um caso de #maus tratos contra #Animais foi registrado no Brasil. Uma mulher amarrou uma cadela com uma corda, em sua moto, e saiu trafegando pela cidade. O animal não conseguiu acompanhá-la e passou a ser arrastado, ferindo suas patas até que sangrasse.

Uma motorista viu a cena e gritou para que a mulher parasse o veículo, mas ela ignorou. Essa mesma motorista perseguiu a motoqueira e com o celular, filmou a sua ação. Um outro motociclista fechou a mulher, a obrigando a parar. A polícia foi acionada e por pouco a mulher não foi linchada.

O caso aconteceu no domingo, 12, no Pará, e foi registrado na Seccional Urbana de São Brás.

Publicidade
Publicidade

A criminosa foi presa em flagrante pela delegacia do meio ambiente da cidade, mas responderá ao processo de maus tratos em liberdade, podendo ficar até um ano presa, se condenada.

O paradeiro do animal

A cadelinha ganhou o nome de Vitória e foi adotada por uma nova família, que já tem vários cães, todos com nomes de artistas. Seu novo dono disse que ela ainda fica muito assustada quando ouve barulhos de carro, chegando a tremer, mas que é muito dócil. O corpo do animal ficou cheio de escoriações, mas ela não teve nenhum osso quebrado e deve se recuperar totalmente do susto.

Assista ao vídeo sobre o caso:

Maus tratos

Muita gente acredita que não existe leis que combatam os maus tratos contra animais no Brasil, entretanto, assim como para outras áreas, existem muitas leis, o que falta é eficácia prática da mesma.

Publicidade

Abrindo o texto de uma lei especial ou do Código Penal, é possível ver previsão de reclusão ou detenção para uma série de crimes, entretanto, como o sistema carcerário brasileiro está falido há anos, não há vagas suficientes para todos que cometem crimes.

De tal forma, crimes contra os animais ou meio ambiente, de uma forma geral, que não gerem grande impacto na sociedade, são vistos como menor potencial ofensivo onde existe duas possibilidades: a parte acusada assina um termo circunstanciado e responde todo o processo em liberdade, podendo fechar um acordo no lugar de sentença ou obter uma sentença branda. Também existe os casos onde a pessoa é detida e pode ser liberta, desde que pague uma fiança. O processo segue normalmente, podendo haver condenação ou não.

Mesmo com essa deficiência prisional no país, toda pessoa que souber de crimes contra o meio ambiente, pode denunciar, inclusive, anonimamente. Vale ressaltar que falsa denúncia é crime e para esse caso, cabe prisão, independente da crise prisional, pois faz o poder público mobilizar tempo e servidores para resolver um caso que não existe. Por isso, só denuncie, se o caso for verídico. Cada estado tem seu próprio disque denúncia. #Cães