Um fato chocou o Estado da #Bahia nesta quarta-feira (5), quando a polícia divulgou a prisão de um advogado, suspeito de estuprar as próprias filhas, de 11 e 12 anos de idade, no município de #Vitória da Conquista. A Polícia Civil revelou que a prisão foi realizada após o resultado de um laudo que comprova a violação dos órgãos genitais das duas meninas.

A professora do colégio em que estudam as meninas foi que descobriu os abusos feitos pelo pai após uma das garotas escrever em uma redação o quanto se sentia infeliz com a própria vida. Quando leu a redação da menina, a professora ficou chocada. Logo após, procurou os diretores da unidade escolar para relatar o ocorrido, que encaminhou a denúncia Conselho Tutelar do município.

Publicidade
Publicidade

O órgão repassou o caso para a Polícia Civil, que fez a investigação e constatou os abusos sofridos pelas crianças. O advogado acusado pelos crimes foi convidado a depor sobre as acusações contra suas próprias filhas. Além de contar sobre o ocorrido, ele também informou que as crianças moram com ele desde que a mãe delas o abandonou e rejeitou fazer parte da criação das meninas.

As duas meninas foram entregues a uma família que aceitou acolhê-las. Já o advogado está preso no Conjunto Penal de Vitória da Conquista.

Populares da cidade usaram as redes sociais para expressar a revolta pelo ato praticado pelo pai das meninas. “É muito triste ver esse tipo de acontecimento. Apesar de sempre vermos notícias como essa na televisão, quando vemos isso acontecer na nossa cidade e com pessoas que conhecemos, é muito pior.

Publicidade

É um verdadeiro choque emocional. Fico imaginando essas crianças daqui a alguns anos sabendo que o próprio pai as abusou”, comentou uma moradora do município.

A mãe das meninas foi procurada pela polícia, mas ainda não foi possível localizá-la. Segundo informações, ela teria mudado de cidade já há alguns anos.

A família que acolheu as duas meninas diz que sente muito pelo acontecido e que nenhuma criança deveria passar por esse tipo de situação “É triste quando vemos homens e mulheres colocarem filhos ao mundo e, após nascerem, não prestar o devido apoio”, comentou. #Abuso Sexual