Bruno Borges desapareceu na segunda-feira, 27 de março, em Rio Branco e seu caso ganhou repercussão devido a um vídeo de seu quarto que viralizou na internet. As filmagens, realizadas sem a autorização da família, mostram um cômodo de paredes brancas repletas de escritos e símbolos e, ao centro, uma réplica da estátua do filósofo e teólogo italiano Giordano Bruno.

Segundo a mãe do jovem, Denise Borges, em entrevista ao G1, ele havia pedido dinheiro para realizar um projeto em 2013, sobre o qual não poderia revelar detalhes. A mãe se negou a financiar o referido projeto justamente porque Bruno não se dispôs a contar do que se tratava, por ser algo secreto que faria bem a toda a humanidade.

Publicidade
Publicidade

Ele então ficou um ano sem trabalhar para terminar o projeto, o que foi permitido pela mãe por orientações médicas.

Antes do ocorrido, Bruno escreveu 5 livros e disse a Denise que queria patenteá-los, pois havia criado uma teoria, na qual defendia que somos interligados em tudo - é interessante observar como, inclusive, os símbolos reproduzidos parecem vir de fontes filosófico-religiosas múltiplas. Denise é psicóloga e garante que o filho não demonstrava sinais de ter nenhum problema psicológico. Os pais destacam ainda a intelectualidade de Bruno, que ainda na adolescência demonstrou uma obsessão pela leitura.

No dia 1º de março deste ano, seus pais viajaram de férias e, de acordo com seus irmãos, Bruno passou a trabalhar em seu quarto a portas fechadas, a fim de deixá-lo com a aparência atual.

Publicidade

As mudanças teriam custado 20 mil reais, dinheiro que o jovem conseguiu com um primo, a quem falou sobre o projeto e a intenção de lançar seus livros.

Nas paredes, prateleiras e no chão do quarto estão reproduzidas apenas partes dos livros, que ele deixou dispostos e numerados na escrivaninha, e a família procura agora um especialista que possa ajudar a desvendar a criptografia usada por Bruno.

A polícia civil do estado do Acre mantém as investigações sob sigilo, contudo, na internet, as hipóteses e teorias continuam a surgir aos montes, inclusive a de que o sumiço do jovem faça parte do projeto. #desaparecimento #Bruno Borges #Casos de polícia