A Polícia Civil do estado da Bahia está à procura de um bebê de apenas nove meses de vida, que há uma semana foi sequestrada pelo próprio pai na cidade de Luís Eduardo Magalhães, após uma discussão com a esposa em sua residência.

Publicidade

O sequestrador, Karlos Henrique Martins de Araújo estava inconformado com separação da mulher e como forma de vingança decidiu sequestrar a criança, fugindo em destino desconhecido na última quinta-feira (6). Karlos deixou apenas uma carta para sua ex-esposa afirmando que ela nunca mais veria a filha novamente

“Na quinta-feira (6), quando ele esteve aqui em casa, ele me avisou que estaria de mudança para a África. Ele me falou que deixaria um dinheiro adiantando o equivalente a dois anos de pensão para minha filha. Ele me pediu pra assinar alguns papéis, mas eu não aceitei, pois ele ainda não tinha me repassado o dinheiro.

Publicidade

Logo após ele pegou minha filha e disse que iria sair com ela para tirar algumas fotos, para guardar de recordação, como ele falou que as fotos seriam tiradas na praça ao lado, eu não vi problema”, contou a mãe da criança em depoimento a polícia.

“Ele pegou a bolsa da criança com apenas três calcinhas, dois shorts e algumas tiarinhas e saiu. Ainda avisei pra ele não demorar, pois a criança ainda mamava no peito e já estava quase no seu horário. As horas se passaram e quando eu comecei a ligar para o celular dele, mas só dava na caixa postal. Procurei em todos os lugares os documentos da criança e não achei, foi ai que encontrei a carta dele me dizendo que nunca mais eu iria ter minha filha de novo”, relatou em seguida.

A mulher após muitas tentativas conseguiu ter contato com o pai da criança e fez um apelo na tentativa de sensibiliza-lo: “Karlos, por favor, traz minha criancinha de volta, ela vai precisar ser amamentada,”. O homem respondeu: “Onde eu estou ela está bem”.

“O inquérito foi instaurado para investigar o paradeiro do homem juntamente com a criança.

Publicidade

Mas acreditamos que ele não tenha saído do estado, pois para viajar ele teria que ter uma autorização da própria mãe. Já foi declarado o flagrante para essa situação, o homem pode ser preso pela polícia de qualquer outro estado no Brasil. Ele de maneira alguma deveria tirar a guarda natural da mãe, simplesmente por não se confirmar com a separação”, comentou o delegado, que não revelou mais detalhes da ocorrência para não atrapalhar nas investigações que já estão sendo feitas.

A família tanto de Karlos, como também a de sua esposa estão surpresas com o acontecimento e se colocaram à disposição da polícia para ajudar na captura de Karlos. #Bebê #sequestro