Os caixas eletrônicos atualmente são os meios mais utilizados pelas pessoas para terem fácil acesso aos serviços bancários. Afinal, através desses equipamentos é possível resolver praticamente tudo que seria necessário a ajuda de uma pessoa em um banco tradicional.

Por causa da popularidade do uso dos caixas eletrônicos, a ação criminosa dos bandidos especializados em fraudes de dinheiro está aumentando. Suas técnicas em operar nos caixas eletrônicos se aperfeiçoam e causam preocupação nas autoridades.

Estima-se que houve aumento de mais de 500% de caixas eletrônicos que sofreram algum tipo de fraude ou alteração no últimos ano, fazendo assim mais vítimas a cada dia.

Publicidade
Publicidade

Para tentar ajudar a população a conseguir identificar possíveis irregularidades que possam haver nos caixas eletrônicos, o especialista em #Segurança Brian Kinch elaborou uma lista com cinco itens mostrando detalhadamente como pode ser a ação dos bandidos nos caixas eletrônicos. Dessa forma, as pessoas que são leigas no assunto podem tomar o devido cuidado na hora de realizar suas operações nas máquinas. Assim, um número menor de pessoas será vítima dos ataques de criminosos.

Veja a lista com cinco #Dicas de que um #Caixa Eletrônico está criminosamente alterado:

1 - Frente e painel falsos

Existem bandidos que trabalham como verdadeiros engenheiros. Possuem ferramentas modernas e oficinas de construção de peças especializadas. Já foram encontradas frentes de caixas eletrônicos perfeitamente replicadas, incluindo as câmeras de segurança.

Publicidade

Mas, mesmo tendo toda essa engenhosidade, pode ser mal feita e de fácil remoção. Antes de realizar operações, observe se a frente do caixa não está solta.

2 - Volume incompatível na ranhura

Alguns criminosos mais preguiçosos fabricam somente a ranhura do caixa, que é o lugar onde é introduzido o cartão. Dessa forma, eles conseguem obter as informações da conta bancária da vítima. Preste atenção para ver se é possível notar alguma alteração no lugar onde é colocado o cartão.

3 - Ranhura frouxa ou com cartão bloqueado

Caso perceba que a ranhura está frouxa, não insira o cartão. Caso coloque seu cartão e ao terminar de efetuar a operação ele fique preso, não saia do local. Chame a assistência para que resolvam o problema. Existem casos de ranhuras que prendem os cartões e somente os bandidos conseguem liberá-los.

4 - Teclado que não está firme

A mesma coisa pode acontecer com o teclado. Caso ele seja alterado por bandidos, não ficará firme no painel do caixa. Antes de começar suas operações, observe se o teclado está firme ao painel.

5 - Preste atenção ao redor

Essa é uma das dicas mais importantes para que uma pessoa não seja vítimas de bandidos. Caso note a presença de pessoas suspeitas ou estranhas, não realize a operação. Simule um erro no sistema e saia do local.