Infelizmente, muitos crimes acontecem todos os dias no Brasil e no mundo. No domingo, 16, em plena Páscoa, no entanto, dois corpos foram achados dentro de um quarto de um hotel luxuoso da cidade de São Paulo, o hotel Maksoud Plaza. De acordo com informações do site da Revista Veja, em reportagem publicada nesta segunda-feira, 17, o caso aconteceu no bairro Bela Vista. Investigadores da Polícia Civil apuram o caso. Já os agentes da PM, a Polícia Militar, revelam que tiros de arma de fogo foram ouvidos e uma das possibilidades é que o que tenha acontecido foi um homicídio, seguido de um suicídio. O nome dos mortos (um homem e uma mulher) não foram identificados.

Testemunhas indicam a hora em que tudo ocorreu, por volta das três horas da tarde.

Publicidade
Publicidade

O caso foi registrado em uma delegacia da região, no Jardins, um dos metros quadrados mais caros da maior cidade do país. De acordo com o site da Veja, a Polícia chamou os seus peritos. A parte técnico-científica colhia provas na amanhã desta segunda-feira. O hotel é considerado um dos mais caros e tradicionais do estado. Os tiros assustaram outros hóspedes e houve uma certa confusão. A Veja conseguiu entrar em contrato com os responsáveis pelo empreendimento. A assessoria de imprensa do Maksoud Plaza emitiu uma nota na qual afirma que o hotel colabora, ao máximo possível, com o que ocorreu no domingo.

Apesar de se pronunciar sobre o caso, o estafe do hotel garante que não poderia dar maiores informações sobre o caso, já que tudo ainda era investigado. De qualquer forma, toda a colaboração seria dada às autoridades.

Publicidade

Não se sabe ainda se o casal era da capital paulista, ou se estava em viagem à cidade, conhecida pelos muitos negócios. A empresa tradicional diz ainda que o episódio gera a solidariedade do hotel com as vítimas mortas. Não se sabe ainda se o caso tem envolvida uma terceira pessoa. No entanto, pelo cenário encontrado, a impressão que fica é que o homem matou sua companheira e depois se matou.

Infelizmente, crimes desse tipo são mais comuns do que parece. Hotéis e motéis tem muitas histórias de mortes. É comum que nesses locais existam amantes e conjugues que já não estão tão bem em seus relacionamentos. Por isso, a maioria deles registra quem entra e quem sai, a fim de saber quem está em seu estabelecimento.

E você, o que acha que pode ter acontecido no hotel de São Paulo? Deixe o seu comentário. Ele é sempre importante e ajuda no diálogo. #Crime