Com camisetas e hashtags contra o assédio, as famosas da TV se posicionaram e deram um claro recado à sociedade: nenhuma mulher está sozinha na luta contra o machismo.

As profissionais anônimas que atuam nos bastidores das produções televisivas também se somaram à campanha em solidariedade à figurinista Susllem Tonani.

Susllem acusa o ator da Globo José Mayer, um dos protagonistas da última novela das 21h, de assediá-la durante meses. Ela relatou que ele chegou ao ponto de, em fevereiro deste ano, tocar em suas partes íntimas sem o seu consentimento e na presença de outras duas profissionais.

A figurinista resolveu não ficar mais calada quando passou pela última humilhação no ambiente de trabalho: ser xingada de “vaca” simplesmente por ignorar o artista em suas investidas.

Publicidade
Publicidade

Por causa repercussão e da demora de Mayer em admitir o #Crime, várias profissionais da TV se uniram usando a frase ‘mexeu com uma mexeu com todas’ em camisetas nas redes sociais.

O movimento partiu da fotógrafa baiana Catarina Rangel e rapidamente ganhou adesão no Instagran e no Facebook. Entre as famosas que mostraram a cara e a camiseta da campanha estão Glória Pires, Patrícia Pillar, Camila Pitanga, Taís Araújo e Cléo Pires. Também reforçaram o movimento Drica Moraes, Leandra Leal, Dira Paes, Tatá Werneck e muitas outras.

Acredita-se que a solidariedade entre anônimas e famosas contribuiu para pressionar a emissora a se posicionar firmemente dobre o assunto. Dias depois da denúncia da figurinista, José Mayer negou que tivesse assediado a profissional. Depois tentou amenizar, dizendo que apenas encarnou o personagem Tião, vilão da novela.

Publicidade

Depois da campanha ganhar corpo, a Globo resolveu divulgar que suspenderia o ator de produções futuras na empresa por tempo indeterminado e que repudia totalmente a postura do profissional. Ele estava escalado para o elenco da próxima novela das 21h, do autor Agnaldo Silva.

Mayer, por sua vez, acabou publicando uma extensa carta pedindo desculpas à Susllen, às colegas e à sociedade pelo comportamento machista que, segundo ele, é uma das marcas de sua geração. Finalizou o texto pedindo para que o público compreenda seu momento de aprendizado e de mudança de comportamento.