O desafio da #Baleia Azul, também conhecido como #Jogo da morte, está ganhando adeptos de norte a sul do Brasil. Este é um fato extremamente preocupante já que nesta semana dois adolescentes cometeram suicídio seguindo os desafios impostos pelos "curadores" dos grupos secretos que estão sendo criados no Facebook e no WhatsApp.

O número de jogadores é desconhecido, contudo estima-se que milhares de adolescentes possam estar envolvidos neste jogo da morte e as consequências podem ser desastrosas. A polícia entrou em cena afim de fazer uma devassa nestes grupos, Saiba mais aqui.

De acordo com o portal de notícia online do jornal Hoje em Dia, depois que dois jovens que estavam supostamente ligados ao desafio da Baleia Azul, cometeram suicídio nesta última semana, a polícia de todo Brasil está em alerta para identificar os jogadores que podem inclusive responder criminalmente.

Publicidade
Publicidade

Dois suicídios ligados ao desafio da Baleia Azul

O Brasil está atordoado com dois casos de suicídio que estão ligados ao desafio da Baleia Azul. Infelizmente esta é apenas a ponta do iceberg e a polícia está a caça dos jogadores para evitar mais tragédias como essas.

O primeiro caso que foi relatado pela imprensa aconteceu no Mato Grosso, Maria de Fátima da Silva de Oliveira de 16 anos, cometeu suicídio ao pular em uma represa na madrugada de terça-feira (11), na cidade de Vila Rica. A mãe da jovem relatou que a filha estava se comportando de maneira estranha.

A jovem deixou duas cartas escritas de próprio punho, em uma delas ela citava os desafios propostos pelo jogo mortal. Ela também apresentava mutilações nos braços e nas pernas. O celular de Maria de Fátima está sendo periciado e a polícia já investiga dois grupos existentes na cidade.

Publicidade

O segundo caso aconteceu na quarta-feira (12), na cidade de Pará de Minas, na região central das Minas Gerais. Gabriel Antônio dos Santos, de 19 anos, cometeu suicídio ingerindo dezenas de comprimidos antidepressivos. O jovem tinha acabado de se tornar pai de uma garotinha.

De acordo com sua mãe o rapaz já havia dito a ela que estava desesperado para sair do jogo, mas que estava sendo ameaçado. Segundo ela o filho já tinha cumprido vários desafios, entre eles se automutilar, assistir filmes de terror, e fazer fotos no ponto mais alto de um prédio. O celular do jovem esta em posse da polícia, nele foi encontrado várias fotos de pessoas que participam de um grupo, muitas delas mutiladas. As investigações buscam os administradores e/ou curadores destes grupos.

Polícia de João Pessoa

De acordo com o coronel Arnaldo Sobrinho, coordenador do Centro Integrado de Operações Policiais da Paraíba (Ciop), uma escola de João Pessoa alertou a PM sobre o desafio da Baleia Azul que está sendo praticado por alunos da instituição, alguns adolescentes já haviam cumprido algumas tarefas como as de mutilação.

Publicidade

Arnaldo Sobrinho, usou seu perfil no Facebook para alertar os pais sobre o risco de morte dos seus filhos, caso eles façam parte do jogo do suicídio. Ele também informou que o setor de inteligência da Polícia Militar está investigando os grupos de desafio da Baleia Azul.

O coronel deixou claro que instigar uma pessoa ao suicídio é crime, passível de pena de dois a seis anos de prisão. “Se o comportamento da outra pessoa incentiva o suicídio, é crime previsto no Código Penal”. #Internet