Duas crianças foram envenenadas com balas recheadas com veneno no interior de Minas Gerais. A pessoa teria usado o agrotóxico popularmente conhecido como chumbinho, altamente tóxico para envenenar as vítimas. A população da cidade acredita que o #Crime pode estar relacionado com o #Desafio da Baleia Azul.

O envenenamento dos dois irmãos, de 3 e 8 anos, foi registrado na tarde desta quarta-feira (26), na cidade de Monte Carmelo, Alto Paranaíba. Elas receberam de um desconhecido balas recheadas com o produto aldicarbe, veneno popularmente conhecido chumbinho e que é usado para matar ratos.

O agrotóxico ainda é vendido no mercado irregularmente, mesmo depois de ter seu uso banido pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Publicidade
Publicidade

O seu uso é proibido pelo órgão em todo o território brasileiro desde 2012.

Conforme informou a #Polícia Militar local, no momento da abordagem pelo autor do crime, os garotos seguiam a caminho da escola e o desconhecido entregou aos dois três balas recheadas com o veneno. A PM divulgou ainda que das três entregues, foram consumidas duas balas, uma por cada criança, que apresentaram logo em seguida sinais de intoxicação aguda.

O dois meninos foram socorridos no Pronto Socorro Municipal de Monte Carmelo, com dores abdominais, vômito, além de taquicardia e tremores, sintomas inerentes à intoxicação. A criança de 8 anos continua internada em observação e seu quadro é satisfatório. A outra, de 3 anos , teve que ser encaminhada para Uberlândia, no Triângulo Mineiro, para um hospital com mais recursos.

Publicidade

Segundo polícia, seu quadro também é estável e ela pode ser liberada a qualquer momento.

Suspeita ligação com o Baleia azul

Moradores do município de Monte Carmelo, de cerca de 48 mil habitantes, comentam nas redes sociais que acreditam que o crime de envenenamento das crianças possa estar relacionado com o jogo da Baleia Azul.

Um boato correu no último dia 18 no município mineiro de Ipanema, no Vale do Rio Doce. A mensagem alertava os moradores de que várias crianças seriam envenenadas com balas recheadas com o chumbinho. A informação assustou a pequena população do município, de menos de 20 mil habitantes, mas não passou de um boato.

A mensagem que circulou nas redes sociais, do suposto participante do desafio dizia que, em três escolas diferentes da cidade, 30 crianças receberiam as balas envenenadas. Na mensagem compartilhada na rede social, uma pessoa que se identificou apenas como Lucas, morador da cidade, relatava estar participando do Desafio da Baleia Azul. Na postagem, ele pede desculpas as mães das crianças, dizendo sentir muito pelo que iria fazer.

Publicidade

Sinto muito pelo filho de vocês. Desafio aceito".

A Polícia Militar de Ipanema considerou como boato a mensagem, porém um alerta foi dado por precaução, comunicando as escolas sobre a mensagem e para que professores orientassem os alunos para que não aceitassem balas oferecidas por desconhecidos. Além do alerta, a policia reforçou o policiamento nas instituições de ensino da cidade nos horários de aula.

As informações de ligação do crime em Monte Carmelo com o jogo não foram confirmadas pela Polícia Militar. A Polícia Civil, que investigará o caso, também não informou se o caso está ligado ao jogo da Baleia Azul.