O Jogo da #Baleia Azul foi divulgado recentemente e vem ganhando adeptos em vários lugares do mundo, levando centenas de pessoas ao suicídio. Ele costuma ser propagado através de grupos em redes sociais, como o Facebook e também pelo WhatsApp.

O desafio é baseado em 50 fases, sendo que a última proposta é uma ação suicida ditada por uma espécie de mestre do jogo. O desafio começa quando os "mestres" enviam um convite para o indivíduo que, ao aceitar, deve obedecer a todos os comandos que lhe forem ordenados. Caso se recuse, começa a receber ameaças de morte contra sua família, levando o participante a ser obrigado a realizar as tarefas até o fim.

Publicidade
Publicidade

A fim de acabar com os casos de #Suicídio provocados pelo Jogo da Baleia Azul, uma publicitária e um designer de São Paulo decidiram criaram um desafio que chamaram de #baleia rosa. Eles disseram que, ao ler sobre o desafio suicida, ficaram perplexos e tiveram a ideia de criar um desafio do bem, que conta com 50 tarefas otimistas que ajudarão as pessoas ao invés de machucá-las ou levá-las à morte.

A publicitária, que prefere não se identificar, escreveu o desafio quando estava lendo sobre a baleia Azul. Ela resolveu fazer algo que fosse completamente oposto. A profissional também criou uma página do Facebook que recebeu milhares de seguidores em menos de uma semana e que o número está aumentando.

Ainda segundo a publicitária, a página já recebeu várias mensagens de elogios e também de pedidos de ajuda de pessoas depressivas.

Publicidade

Além disso, os dois criadores pediram a colaboração de profissionais de saúde mental para que ajudassem da forma correta a formularem as tarefas. Para você ter uma ideia de como funciona, abaixo estão algumas das atividades propostas pelo Desafio da Baleia Rosa:

1 - Postar uma foto que faça a pessoa sentir bem.

2 - Escrever no corpo de alguém que o ama.

3 - Acariciar uma pessoa que gosta.

4 - Conversar com alguém que não fala há muito tempo.

5 - Dizer em voz alta que ama a si mesmo.

O projeto faz um alerta aos jovens que usam a internet para que tenham cuidado para não caírem na armadilha virtual quase sempre mortal. O alerta também serve para os pais, que precisam estar sempre atentos às atividades que seus filhos fazem quando estão online, pois um pequeno descuido pode ser fatal.

Um dos casos mais recentes de morte causada pela Baleia Azul foi do jovem mineiro de 19 anos, que tentou sair do desafio, porém não conseguiu e acabou suicidando-se por uma overdose de medicamentos. O caso está sendo investigado e a polícia busca pelos culpados.