O cantor de arrocha Neto Lima é mais uma vítima das estradas brasileiras. De acordo com informações do site 'Notícias ao Minuto', a morte do artista aconteceu nessa segunda-feira, 17. Neto Lima, que ficou conhecido por cantar na banda forrozeira 'Vira e Mexe', estava em sua motocicleta quando tudo aconteceu. Ele não é o primeiro artista a faleceu enquanto trafegava em uma estrada de grande de circulação de veículos. O mesmo já havia acontecido em 2016 com o cantor sertanejo Cristiano Araújo e também, na década de 1990, com João Paulo, que formava dupla com Daniel, que hoje segue carreira solo e continua a brilhar nos palcos brasileiros, sendo padrinho do 'Teleton'.

O ex-vocalista da banda 'Vira e Mexe' tinha Emanuel Santana Carmo.

Publicidade
Publicidade

Ele morava na Bahia, no município de Inhambupe. Foi na região, justamente, após voltar de um dos shows que fazia, que ele viu o animal na pista e não conseguiu frear sua companheira motocicleta. Neto Lima foi vítima de uma morte que, infelizmente, é comum no país. Por isso, o governo trabalha em campanhas de conscientização. Uma delas é que os motoristas de moto sempre respeitem as leis de trânsito. Uma básica é usar o capacete, já que a maioria das mortes é procedente por traumatismo craniano. "Nossa, ele morreu muito jovem, foi embora cedo. A família deve estar muito triste nesse momento", disse um fã em uma rede social.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou ao site 'Notícias ao Minuto' que o acidente ocorreu no município de Aporá. A batida mortal ocorreu por volta de três horas da manhã.

Publicidade

Segundo os agentes da Polícia Rodoviária Federal, o cantor famoso na região, estava com o capacete na hora que colidiu com o animal na pista, mas mesmo assim a pancada foi muito grande. O artista poderia voltar com uma van alugada para ele e os companheiros da sua banda, mas a fim de chegar mais cedo em casa, decidiu fazer o trajeto com a moto. Os agentes da PRF informaram que o animal atravessou a pista e que, infelizmente, Neto não conseguiu evitar a tragédia contra a sua própria vida.

O corpo do forrozeiro foi levado para o IML de Alagoinhas. No Instituto Médico Legal, a perícia constatou que a morte se deu pelo impacto. Em entrevista ao 'Notícias ao Minuto', o amigo do cantor falecido, Jacob Garcez, revelou que o artista estava em um ótimo momento em sua carreira, já que trilhava uma difícil trajetória, a das apresentações solos. Ele se apresentava em diversos estados. #Crime