Informações preliminares da Polícia Militar de Assis dão conta que um grupo fortemente armado agiu durante a madrugada, por volta de 4h30, explodindo, ao mesmo tempo, os caixas eletrônicos de duas agências bancarias localizadas em Cruzália, SP, na Avenida Luiz Zandonadi.

Após empreenderem fuga, próximo aos limites do município de Alvorada do Sul, PR, por volta das 7h30, agentes da #Polícia Federal de Cascavel e Maringá, que já investigavam o grupo, trocaram tiros com a quadrilha, que reagiu com violência à interceptação policial.

Bandidos enfrentam a polícia no Rio Paranapanema

Na abordagem, durante a tentativa de fuga do grupo pelo Rio Paranapanema, houve forte troca de tiros e uma embarcação usada por alguns dos criminosos naufragou com os meliantes a bordo, segundo a Polícia Federal.

Publicidade
Publicidade

O confronto dos assaltantes a banco com a PF paranaense resultou na morte de seis criminosos, foi preciso a mobilização do corpo de bombeiros para resgate dos corpos.

A ação dos bombeiros envolveu também o resgate da embarcação naufragada e das armas portadas pelos bandidos na hora do confronto.

PF apreende explosivos e armamento pesado

Em outra diligência, em uma residência de Alvorada do Sul, policiais encontraram explosivos, fuzis, pistolas e até uma máquina de contar dinheiro.

Na operação, malotes de dinheiro roubado das agencias bancárias de Cruzália foram apreendidos juntamente com parte dos explosivos e armas encontradas em poder do grupo.

A investigação da quadrilha vinha sendo conduzida pelo setor de inteligência da Polícia Federal e da Secretaria de Segurança Pública do Paraná (Sesp-PR).

Publicidade

O método de #roubo de caixas eletrônicos com uso de explosivos vem sendo praticado com frequência pelos grupo de criminosos. Já é grande o número de agencias roubadas este ano no estado do Paraná.

Aumento de roubos à bancos com explosão de caixas eletrônicos

No último dia 7, caixas eletrônicos e todo o setor administrativo de um agência bancária em Kaloré, na região norte do Paraná, foram destruídos pelo mesmo tipo de ação criminosa. Uma loja que ficava no andar superior foi praticamente destruída com a explosão.

A ação deste tipo de grupo tem se multiplicado pelo estado do Paraná e preocupa autoridades, os bandos estão cada vez mais arrojados e são geralmente muito bem armados.

As quadrilhas se utilizam também de estratégias para dificultar a ação da polícia, como barricadas nas rodovias e uso de "miguelitos", um artefato de metal pontiagudo usado para furar os pneus das viaturas na perseguição. #Casos de polícia