O jogo conhecido como "Desafio da #Baleia Azul", neste momento pode fazer mais uma vítima fatal e infelizmente este jovem pode ser seu filho. Parece uma afirmação macabra, mas não é. Este desafio conhecido mundialmente como "Blue Whale" teve origem na Rússia, onde ele pode ter provocado cerca de 130 suicídios de adolescentes entre os anos de 2015 e 2016.

Saiba mais sobre desafio da Baleia Azul

Rapidamente o jogo do suicídio se espalhou pela Europa e já fez duas vítimas fatais no Brasil em apenas uma semana. Por isso é preciso alertar os pais sobre o perigo que suas crianças e adolescentes estão correndo, pois os cibercriminosos que estão por trás deste jogo demoníaco, são muito persuasivos e ameaçadores.

Publicidade
Publicidade

Os administradores destes grupos secretos no Facebook e no WhatsApp, se intitulam como "curadores", eles conseguem dados dos adolescentes, como por exemplo, nome completo, endereço residencial e da escola, nome dos familiares, amigos, vasculham os perfis nas redes sociais e com todas estas informações em mãos passam a ameaçar os jogadores. É dessa maneira que estes cibercriminosos conseguem impor os desafios a serem cumpridos até que no final de 50 dias os jogadores são levados a cometer suicídio.

Quais são os desafios impostos pelos "curadores" da Baleia Azul?

São muitos os desafios e todos com algum grau de perversidade, entre eles podemos destacar, automutilação onde o jogador deve se cortar e enviar fotos para o curador, assistir por horas vídeos e filmes de terror pré-definidos, fazer vídeos no alto de prédios e torres, privação de sono obrigando-os a ficar acordados durante muitas noites, etc.

Publicidade

Uma outra exigência é que os jogadores estejam acordados as 4h20 da manhã, horário estipulado para receber os desafios que tem tempo estipulado para cumpri-los sob a ameaça de morte os amigos e familiares.

Alerta para os pais

Jogos letais como o desafio da Baleia Azul se espalham rapidamente pela #Internet e atraem especialmente adolescentes já com alguma propensão a depressão e por ser uma fase da vida onde o indivíduo é ávido por aventuras e desafios, os jovens em geral se tornam presas fáceis.

De acordo com o portal de notícias G1, cabe aos pais redobrar a atenção em relação aos filhos, os jovens envolvidos com este tipo de jogo mortal mostram sinais sutis através da mudança de comportamento.

Como a internet não tem fronteira e nem pede lincença para entrar em sua casa, seu filho pode se tornar uma vítima fatal destes cibercriminosos. Por isso estejam atentos e tomem as seguintes providências, converse com seus filhos a respeito do desafio da Baleia Azul, explique que não é um jogo e que ele é comandado por criminosos, por isso não devem aceitar convites para participar deste game.

Publicidade

Verifique o perfis sociais de seus filhos na internet, acompanhe de perto o rendimento escolar do adolescente.

Fique de olho na mudança de comportamento do jovem, como por exemplo, insônia, tristeza, agressividade sem motivo aparente, marcas pelo corpo, reclusão, perda de apetite, crises de ansiedade, choro, acesso a filmes ou vídeos de terror com frequência, falta de convívio social, passar muitas horas conectado as redes sociais, entre outros.

Vale ressaltar que de acordo com os familiares de Maria de Fátima, de 16 anos que cometeu suicídio na terça-feira (11), no Mato Grosso e Gabriel Antônio de 19 anos, que se matou em Minas Gerais na quarta-feira (12), as vítimas apresentaram mudanças de comportamento dias antes do desafio derradeiro da Baleia Azul. #Jogo da morte