Nesta quinta-feira (13), o jornalista João Pedro Schonarth publicou um relato em sua página do Facebook mostrando um panfleto que estava sendo distribuído na vizinhança da casa para onde irá se mudar em breve com seu marido, o funcionário público Bruno Banzato, em Curitiba (PR).

Na folha, há fotos de casais homossexuais e dizeres claramente homofóbicos e uma chamada irônica, afirmando que em breve a rua se tornará mais "alegre". Depois, lê-se a insinuação de que demonstrações de afeto em público irão influenciar crianças que, eventualmente, as testemunharem.

Em seguida, o folheto convida o leitor a imaginar que, se fazem aquilo em público (ou seja, demonstrar afeto), fazem ainda mais quando estão a sós (obviamente, trata-se de algo perfeitamente natural na vida privada de qualquer casal), com a ilustração de um casal homossexual tomando banho juntos em uma banheira.

Publicidade
Publicidade

Ao fim, há o endereço da casa que Bruno e João Pedro estão terminando de construir no bairro Água Verde, ato classificado como "baixaria".

Segundo declarou em entrevista ao portal G1, João Pedro tomou conhecimento de que o panfleto estava sendo distribuído por uma mensagem de WhatsApp enviada pelo marido, com quem está casado há 7 anos. Os funcionários da obra mostraram o papel a Bruno.

Um boletim de ocorrência já foi registrado pelo casal na Delegacia de Vulneráveis, para que se investigue quem fez o tal panfleto. Eles pretendem se mudar para a nova residência no próximo feriado e, inclusive, estão em processo de adotar um filho.

Anteriormente, a construção da casa já havia sofrido uma espécie de sabotagem, quando alguém inseriu uma mangueira na tubulação do ar condicionado para inundar a obra, fazendo com que parte do piso de madeira estragasse.

Publicidade

João Pedro conta que, de acordo com a construtora, aquele não era um vazamento normal, o que levou o casal a concluir que se tratava de uma tentativa de intimidação.

A homofobia escancarada dessas ações assusta, pois expõe um lado da sociedade que ainda está muito presente, mas que na maioria das vezes se mostra de forma velada. Um ato em solidariedade ao casal está marcado para acontecer neste sábado (15), na Praça Elias Abdo Bittar, e seguirá pela rua em que Bruno e João Pedro irão morar.

Em 29 março, quando o grupo de atores Toda Deseo foi ao Festival de Curitiba para promover seu Campeonato Interdrag de Gaymada, já consagrado na cidade de Belo Horizonte (MG) e realizado em várias cidades, uma pedra grande foi atirada em direção aos participantes do jogo e acabou atingindo um espectador no ombro. Apesar de o grupo já ter sofrido agressão verbal em outras edições, essa foi a primeira vez que em que houve violência física. #Preconceito #Homofobia #LGBT