No fim da noite deste último domingo (16), um artista foi baleado e morto durante uma apresentação de rapp, na Brazlândia, no Distrito Federal. A vítima é um cantor, que participava das apresentações do grupo “Voz sem Medo” organizado com intuito de reintegrar jovens da periferia através da arte. Ele foi identificado como Robson Pereira de Souza Machado, de 30 anos, e tinha o apelido de “Robson RBS”. O artista aguardava na parte lateral do palco para poder realizar a sua apresentação, quando um homem encapuzado teria apontado uma arma em sua direção e atirado pelo menos dez vezes. No momento um outro cantor e DJ, Máximo da Silva, conhecido como “DJ Marola” cantava no palco quando de repente se pôde escutar o barulho dos disparos.

Publicidade
Publicidade

Houve um grande tumulto entre as pessoas que assistiam ao show, que correram assustadas com medo de serem atingidas. Cerca de oitenta presentes estavam no local do evento, que segundo a prefeitura não tinha autorização para funcionar. Os organizadores do projeto disseram que, por ser um evento pequeno, foram orientados que não necessitariam desta autorização. Ao que parece os disparos foram exclusivamente para a vítima, e outras pessoas não ficaram feridas apesar do susto e da confusão. Um das pessoas que filmava o show com o celular acabou flagrando o momento em que o homem dispara em direção a Robson. As imagens impressionam, e mostram os instantes de terror vividos. A música parou imediatamente e as pessoas saíram correndo, para tentar ajudar o repper que já estava caído no chão. Assista às cenas da tragédia no link a seguir:

Foram os próprios presentes que levaram Robson ainda com vida para Hospital Regional de Brazlândia, que infelizmente acabou não resistindo aos extensos ferimentos.

Publicidade

Ele tinha três perfurações no tórax e mais três na lateral do corpo de quando tentava fugir dos tiros. Segundo a Polícia Civil que agora investiga o caso, não havia manchas de sangue no local, e por isso o serviço de perícia não foi chamado para elucidar o #Crime. No entanto, foi encontrado um projétil de uma pistola 380mm perto onde o cantor foi atingido. Ainda segundo os agentes, a polícia militar não foi acionada, mas uma viatura passava pela região quando percebeu o tumulto e parou para averiguar a situação. Algumas testemunhas já foram ouvidas, inclusive um tio do artista que relatou que ele não tinha envolvimento com o tráfico de drogas. Para os policiais se tratou de uma execução por acerto de contas. Robson, já havia sido preso, mas há três anos havia descoberto o rapp e estava longe do mundo do crime. O corpo será enterrado nesta terça-feira (18), para a tristeza de familiares e amigos. #Investigação Criminal