Voltou a circular na internet a história de um homem que não aguentou a dor de ser traído e de ver a esposa em um vídeo pornô com dois homens. Ele simplesmente teria tocado fogo na casa onde morava com ela e depois se matou.

A morte foi impressionante, mas aconteceu em 2015, como mostram as notícias da época. Pelas imagens, o rapaz suicida utilizou uma moto e acelerou com ela até o fogo, se lançando contra as chamas.

Tudo foi gravado por celulares de populares próximos ao incêndio. Os vizinhos viram quando o rapaz incendiou a casa e passaram a filmar as chamas. De repente, sem que ninguém esperasse, o motociclista dá várias buzinadas, como que pedindo passagem.

Publicidade
Publicidade

Com toda a velocidade ele desvia das pessoas e se joga para a morte.

A pessoa que filma as cenas solta uma exclamação de horror. “Meu Deus do céu dizem as outras testemunhas”.

Um homem corre em direção à vítima, mas ouve de outro homem “Já era, já era”.

Alguém grita que é preciso chamar a polícia.

O jovem que tirou a própria vida é José Marcondes. Ele tinha 44 anos na época e era conhecido como Zelão. A veracidade das versões de que ele viu a esposa com outros homens em um vídeo nas redes sociais não foi confirmada.

O que a imprensa publicou na ocasião é que ele apenas brigou com a esposa antes de atear fogo na casa. Depois, teria tentado incendiar também a moto. Não conseguiu e resolveu sair das proximidades.

Alguns minutos se passaram e ele retornou ao endereço, passando por uma guarnição da Polícia Militar no local.

Publicidade

Lhe foi dado o comando para parar, já que ele estava em alta velocidade, mas ele não obedeceu e acelerou ainda mais até entrar com o veículo no fogo.

Tudo isso aconteceu na cidade de Goioxim, no Paraná, no dia 1º de dezembro.

Uma vizinha chegou a acionar a Policia Militar por volta das 18h30, mas quando os policiais chegaram nada puderam fazer para salvar Zelão. Um

caminhão pipa da Prefeitura foi encaminhado para conter as chamas, que acabaram completamente com a casa.

Não ficou claro na época se a esposa estava na casa incendiada.

#Investigação Criminal