Uma criança morreu após ser vítima de violência sexual na noite desta quarta-feira (26), em Petrópolis, no Estado do Rio de Janeiro. O acusado de ter cometido o #Crime é um idoso de 61 anos, cujo nome não foi divulgado. Para a polícia, ele é o principal suspeito der ter abusado de ter abusado da vítima de apenas 4 anos de idade.

Conforme informações da polícia, o abuso aconteceu na casa do acusado, que é vizinho da vítima, no bairro Sargento Boening. O crime deixou moradores revoltados com tamanha crueldade com a vítima, que tentaram linchar o suspeito antes de ser preso pela polícia.

Segundo informações do delegado Cláudio Batista, titular do 105º Departamento de Polícia, por volta das 17 horas, a avó e a mãe da vítima perceberam que ela havia desaparecido.

Publicidade
Publicidade

Ainda de acordo com o policial, desesperada e sem saber onde a vítima estava, elas acionaram os vizinhos para ajudar a encontrar a menina.

Entretanto, o acusado não abriu a porta da sua casa. Diante da situação, os vizinhos gritaram pelo nome da vítima. Segundo o delegando, em determinado momento, eles a ouviram gritar. Cláudio Batista relatou que a vítima tinha necessidades especiais, mas não revelou quais.

Veja o vídeo de uma reportagem sobre o caso:

Conforme informações repassadas pela polícia, no momento em que a mãe da menina estava registrando o boletim de ocorrência do desaparecimento da vítima, os vizinhos arrobaram a porta da residência do suspeito, e invadiram e começaram a procurar pela menina. A vítima foi localizada dentro de um quarto com vários panos e roupas em cima do corpo.

Publicidade

O socorro foi acionado pelos vizinhos, que relataram que uma criança havia sido vítima de violência sexual. Ela foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e encaminhada para uma unidade médica da cidade. Porém, a menina já chegou ao hospital já sem os sinais vitais e apresentava hematomas pelo corpo, além de uma lesões grave na cabeça e na boca.

Em seguida, o corpo da criança foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) da cidade, onde passou por exames de necropsia. Logo após, foi liberado para os seus familiares para o sepultamento.

Os vizinhos, revoltados com a situação, espancaram o idoso até a chegada da polícia. O acusado foi preso e encaminhado para a delegacia da cidade para prestar o seu depoimento. Conforme consta em seu depoimento, ele confessou ser o autor do crime, relatando que estava tentando entender o que o levou a cometer o abuso que terminou com a morte da vítima.

Após o depoimento, ele foi encaminhado para o presídio de Benfica, no Rio de Janeiro. De acordo com a Polícia Civil, a caso do acusado foi toda destruída pelos vizinhos da vítima. O acusado vai responder pelo crime de estupro de vulnerável e homicídio qualificado. #Investigação Criminal #Casos de polícia