A violência sexual e doméstica estão se tornando crimes mais comuns em todo o mundo. Em muitos dos casos, os agressores são os próprios membros da família. Foi exatamente o que aconteceu com uma mulher. Ela foi vítima de violência doméstica praticada pelo próprio esposo, após se negar a manter relações sexuais com ele.

Um homem foi preso pela polícia acusado de violência sexual contra uma mulher por volta das 12h50, de sábado (22), no bairro Boa Esperança II, na cidade de Sorriso, cerca de 450 quilômetros de Cuiabá (MT). O acusado de ter cometido o #Crime foi identificado pela polícia com as iniciais R. V. M., de 34 anos.

Publicidade
Publicidade

Para as autoridades locais, ele é o principal suspeito de tentar ter relações sexuais à força com a própria esposa. A vítima foi identificada com as iniciais M. I. P. S., também de 34 anos. Segundo informações, a mulher saiu correndo nua pelas ruas do bairro pedido por ajuda, logo após ser agredida pelo acusado.

Conforme informações repassadas pela polícia, uma viatura estava fazendo uma ronda pelo bairro quando, de repente, os policiais avistaram a vítima completamente nua, próxima uma residência. Diante da situação, os policiais foram até o local para ver do que se tratava. Ao chegaram ao local, a vítima estava sentada no chão chorando e com vários ferimentos pelo corpo. Segundo os policiais, o acusado estava sentado em uma cadeira próximo a vítima, observando toda a situação.

Ao ser questionada pelos policiais por que ela estava sem as suas roupas e chorando, a mulher relatou que ela e o acusado estava ingerido bebidas alcoólicas.

Publicidade

Segundo a vítima, em determinado momento, o acusado queria manter relações sexuais com ela, mas ela negou. Por sua vez, o acusado continuou insistindo e ela recusando. Diante da negatividade da esposa, o homem ficou revoltado e tentou tirar a roupa da vítima, mas ela não deixou. Foi quando ele começou a agredir a vítima. Em seguida, rasgou toda a sua roupa.

O acusado foi preso em flagrante e encaminhado à delegacia da cidade para maiores esclarecimentos sobre o caso. As autoridades locais não informarão se a vítima registrou um Boletim de Ocorrência contra o acusado. Também não informou se o suspeito ficou preso ou foi posto em liberado logo após o seu depoimento.

Outro caso de violência contra mulheres aconteceu dentro de uma boate no domingo (16), em Portsmouth, Inglaterra. Segundo informações, uma gangue com mais de 15 homens espancou oito lésbicas. Uma das vítimas teve setedentes da frente quebrado após levar um soco de um dos agressores. Na ocasião, três suspeitos foram presos pela polícia local. O caso está sendo investigado. #Investigação Criminal #Casos de polícia