Uma discussão no trânsito entre uma advogada parada em uma blitz e um policial no Rio de Janeiro está dando o que falar. Dois vídeos foram pulicados na internet mostrando que aparentemente o policial foi desacatado apenas por fazer o seu trabalho.

No primeiro vídeo, gravado pela motorista, o agente aparece examinando o veículo e as bolsas que estavam dentro dele. A motorista, com ironia, diz que ele a conhece, que é a advogada que atuou em uma determinada circunstância. Diz isso apenas para que ele saiba que está abordando uma profissional do Direito.

Como ele não dá muita audiência, ela prossegue dizendo que ele está abusando do seu poder de autoridade ao revistar uma mochila.

Publicidade
Publicidade

“Acho que você está passando os seus limites, né?”, pergunta. Ele se irrita e retruca: “A senhora não está satisfeita não?”.

“Meu querido você está levando para o pessoal, você está mal resolvido meu amor”.

“A senhora está reclamando do meu trabalho. Eu tenho que olhar, não conheço a senhora”, responde ele.

“Não estou reclamando só estou dizendo que você está mal resolvido. Sabe o que acontece, você está com o ego mal resolvido”, insiste a condutora.

Ele questiona: “Posso continuar, senhora? Tá parecendo que quer agredir um policial”.

“Agredir? Pensei que você tivesse maior habilidade psicológica”, provoca.

“E a senhora é mal amada”, diz ele já perdendo a paciência.

Ela não fica atrás: “E você deve ter algum problema de ereção ou gozo. Pau pequeno”.

“Pega a sua carteira de advogada por favor”, ordena o agente que não é obedecido.

Publicidade

“A minha habilitação tem a minha OAB”.

“Pega a sua carteira, senhora”, insiste. Ela diz que não vai pegar e ele avisa que nesse caso ela ficará impedida de sair “Então a senhora não vai sair, vai ficar aqui”.

Num segundo vídeo, gravado por uma pedestre, a discussão está muito mais pesada. A mulher aparece apontando o dedo para a cara do agente e ele tenta contê-la. Ela fica totalmente alterada, grita muito “Não me empurra, me dá a chave do meu carro”.

Ele pede que ela se acalme e isso não acontece. Cada vez a motorista grita mais. “Me solta, me solta. Você não é maluco. Eu não sou bandida”.

A pessoa que filma a situação diz que a motorista está surtada. Que o agente é uma autoridade e ela não está respeitando. O policial chega a ameaçar que vai algemá-la e diz que vai conduzi-la à delegacia. Diz que ainda está esperando a documentação da moça, que garante ser advogada. Ela disse que já apresentou e ele segue negando. O impasse permanece por mais de um minuto e meio.

Não há informações se a motorista foi realmente levada à delegacia e nem se ela é de fato advogada.

#Crime #Investigação Criminal