A morte de um jovem de apenas 19 anos, na cidade de Pará de Minas, na área Central de Minas Gerais, está sendo investigada pela a polícia mineira e as autoridades desconfiam que o rapaz seja mais uma vítima do desafio suicida que circula nas redes sociais aqui no Brasil. O jogo conhecido internacionalmente por Baleia Azul tem instigado jovens e crianças a cometerem #Suicídio. A primeira vítima suposta vítima é uma adolescente de 16 anos do Mato Grosso, que se suicidou no final de semana passado.

O game foi inicialmente descoberto na Rússia. O acesso ao desafio é muito fácil. O participante entra em contato com os administradores de grupos fechados no Facebook, que acabam repassando 50 desafios para serem cumpridos sobre ameaças de serem rastreados.

Publicidade
Publicidade

Os desafios são de graus variáveis e diferentes dificuldades, sendo que para finalizar o jogo a pessoa tem que tirar a própria vida.

A suposta nova vítima é Gabriel Antônio dos Santos, casado e tinha uma filha com apenas 40 dias de nascimento. De acordo com sua mãe, Maria de Fátima dos Santos, de 37 anos, o jovem estava tentando sair do grupos, mas era pressionado por pessoas que o administram. Ainda segundo ela, o seu filho estava agindo de maneira estranha nos últimos dias. O corpo do jovem foi encontrado nesta quarta-feira (12) pela a esposa quando retornava para casa.

O Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar foram chamados e os socorristas descobriram cinco cartelas de comprimidos antidepressivos vazias junto ao homem. Acredita-se que Gabriel tenha tomado dezenas desses medicamentos.

Publicidade

A Polícia Civil está investigando o caso e periciando o telefone celular do jovem em busca de provas.

Segundo a Polícia Civil, Gabriel participava de um grupo que já estava sendo investigado. Para os investigadores, a página reunia participantes de todo Brasil com a faixa etária entre 10 e 20 anos.

O jovem foi sepultado na manhã desta quinta-feira (13) sob forte comoção. A família não acreditava que ele chegaria a tirar sua vida, já que era um jovem bom e trabalhador. O rapaz planejava uma festa para sua filha no fim do ano, porém seus planos foram interrompidos tragicamente.

Maria de Fátima conta que só descobriu que seu filho participava desse jogo no domingo (9), quando ele mesmo contou sobre a sua participação. "Pedi para que ele saísse, disse que era demoníaco. Ele me falou que tentava, mas os administradores o adicionavam novamente. Não sabia o que fazer, meu filho estava atormentado", relatou a mulher.

Ela ainda contou para os policiais que o jovem já tinha realizado alguns desafios, como filmar-se em cima de um prédio e até tentou desenhar uma baleia no próprio braço. "Ele sentia dores de cabeça e não conseguia dormir. Então, o médico tinha receitado esses antidepressivos. Ele ingeriu todos", disse a mãe. #Baleia Azul #Internet