#Um pastor foi preso acusado de #estuprar uma menina de 12 anos de idade. Segundo a Delegacia de Proteção à Criança, o homem foi detido, nesta sexta-feira (7), na cidade de Campos Novos, em Santa Catarina. O suspeito é pastor evangélico e tem 47 anos de idade. Ele também está sendo acusado de ainda tentar estuprar mais duas crianças, de 16 e 14 anos. O religioso argumentava que as meninas tinham que fazer sexo com ele porque estavam enfeitiçadas e assim quebrariam o feitiço.

De acordo com o delegado Luís Eduardo Córdova, que está à frente das investigações, a adolescente de 12 anos, começou a ser abusada pelo o religioso em 2016, quando passou a frequentar a igreja do pastor.

Publicidade
Publicidade

Aproveitando-se dessa condição, o homem disse à menina que Deus iria lhe passar uma missão e que deveria ser cumprida.

Alguns dias depois, a garota recebeu uma mensagem pelo o celular dizendo que na sua vida tinha um feitiço e que só havia um jeito de quebra-lo. O suspeito ainda falou na mensagem que a jovem deveria fazer amor com um homem que tinha muita fé por sete vezes, e destacou que o homem deveria ser casado, contou um policial que investiga o crime.

A vítima então foi procurar imediatamente o pastor em busca de ser orientada, e foi aí que o suspeito começou a praticar atos sexuais com a menina. Ainda segundo o delegado Córdova, no mês passado, o homem voltou a atacar. Ele registrou um número de celular no nome de uma fiel da sua igreja e enviou mensagens para outras duas meninas que frequentavam o templo, que têm 15 e 16 anos.

Publicidade

Dessa vez, ele se passou por um rapaz que estaria interessado nas vítimas.

O suspeito criou um personagem dizendo que era filho de feiticeiro e que estava fazendo uma magia para acabar com a vida das jovens. A mensagem dizia que só tinha uma forma de quebrar o feitiço, que era "fazer amor com um homem de Deus, casado e abençoado sete vezes, e que ninguém precisava saber. Caso elas recusassem, isso causaria a morte das meninas", disse o delegado.

As jovens foram ao encontro do pastor algumas horas depois de receberem a mensagem a procura de orientação. Segundo Córdova, "ele se aproveitou da situação e disse que as meninas deveriam fazer o que mandava a mensagem para poder derrotar o mal e que ele poderia ajudar as adolescentes. Em algumas partes da conversa, o religioso disse que tinha sonhado com aquele momento e que era a vontade de Deus".

O pastor encontra-se preso e foi encaminhado ao Presídio da cidade de Campos Novos. Uma denúncia foi encaminhada ao Ministério Público. #adolescente