Mais um caso de #Estupro deixou o Brasil chocado. Desta vez, um suposto #Pastor evangélico foi preso pela Polícia Civil suspeito de estuprar uma menina de apenas 12 anos. O homem não teve a identidade revelada e foi preso nesta sexta-feira (7), na cidade de Campos Novos, no estado de Santa Catarina. O pastor ainda teria cometido o mesmo crime contra outras duas jovens menores de idade e, segundo ele, tudo era feito como cumprimento de uma ordem de Jesus Cristo para uma quebra de maldição supostamente encontrada nas jovens.

Publicidade

O jornal Extra informou que os assédios cometidos pelo pastor contra a jovem de 12 anos começaram quando a mesma começou a frequentar os cultos da igreja no ano de 2016.

Publicidade

“Usando da autoridade dada pela instituição, o pastor disse para a jovem que ela deveria cumprir uma missão dada pelo próprio Deus em revelação a ele. Passando-se alguns dias, a jovem recebeu uma mensagem de texto no celular, afirmando que ela estaria sendo vítima de um feitiço e que a única maneira de desfazê-lo seria tendo relação sexual sete vezes com homem que fosse casado e que tivesse muita fé no coração”, afirmou o delegado regional Luiz Eduardo Córdova.

O pastor, não satisfeito com os atos que vinha praticando, resolveu cadastrar um número de celular em nome de um membro fiel de sua igreja e logo após enviou mensagens de texto para outras duas jovens menores de idade. Fingindo ser o filho do feiticeiro que teria realizado o trabalho de magia negra para destruir a vida das jovens.

O delegado ainda afirmou com detalhes como o suspeito teria enviado as mensagens para as jovens. A conversa do pastor com as duas jovens foi a mesma feita com a jovem de 12 anos.

Publicidade

Ele dizia que, para quebrar o tal feitiço, elas teriam que manter relações sexuais por sete vezes com um homem casado e que fosse servo de Jesus Cristo. Nas mensagens, o pastor ainda dizia que para a quebra de feitiço dar certo, elas não poderiam contar para ninguém sobre o que estava acontecendo. Ele chegou ainda a ameaçar de morte as garotas, caso alguém mais ficasse sabendo.

Os membros da igreja na qual o pastor realizava cultos ficaram totalmente abalados com a notícia e já estão providenciando outro pastor para assumir o cargo do pastor acusado pelos crimes.

O homem foi preso após a apresentação de todas as provas apresentadas pelos familiares das vítimas. A polícia encaminhou o pastor para o Presídio de Campos Novos, onde permanecera à disposição da Justiça. O Ministério Público também irá acompanhar o caso. #Religião