As polícia Civil e Federal de Recife, capital de Pernambuco, anunciaram, na tarde dessa quinta-feira (20), que estão investigando sete casos ligado ao Jogo da #Baleia Azul no Estado. Cinco novos casos surgiram em apenas 48 horas.

O Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente de Paulista, área metropolitana de Recife, recebeu o primeiro registro envolvendo o Baleia Azul (Blue Whale, em inglês) na terça-feira (18). Uma mãe se dirigiu até a delegacia acompanhada da filha de 13 anos que apresentava ferimentos nos braços e nas pernas, juntamente com o smartphone da adolescente, que continha ameaças pelo descumprimento de uma das regras do desafio.

Publicidade
Publicidade

Investigação

A polícia está investigando e pretende descobrir os nomes e endereços dos membros do grupo virtual. Os envolvidos serão intimados para prestar depoimento, já que a jovem relatou ameaças feitas pelo administrador do grupo que obrigou a garota se mutilar. Os culpados podem responder pelos crimes:

- Lesão corporal: Artigo 129 do Código Penal Brasileiro, com pena prevista de três meses no mínimo a um ano de prisão no máximo.

- Ameaça: Artigo 147 do Código Penal Brasileiro, pena de seis meses ou multa.

- Indução ao suicídio: Artigo 122 do Código Penal, com pena de dois a seis anos se o suicídio for realizado e um a três anos se a tentativa resultar em lesão de natureza grave.

Outros casos

Na noite desta quarta-feira (19), uma segunda adolescente também relatou ser vítima das ameaças envolvendo o jogo suicida foi encaminhada até o hospital da cidade Goiânia, na Zona da Mata Norte.

Publicidade

A jovem de 14 anos apresentou diversos cortes no braço e, segundo os funcionários da unidade, surto psicótico. Após o atendimento médico, a jovem teve alta durante na madrugada desta quinta-feira.

“O Serviço Social da unidade já está em contato com o Conselho Tutelar e vai encaminhar ofício relatando o fato para as autoridades policiais“, afirmou a direção do hospital em nota.

Os outros casos registrado em Pernambuco são em Recife (2), Moreno, Ibura e Paulista. Um caso de morte no Estado ligado ao Jogo Baleia Azul ocorreu em Petrolina. O corpo da adolescente Ana Vitória Sena de Oliveira, de 13 anos, foi encontrado boiando no Rio São Francisco.

Ela deixou uma mensagem se despedindo da família. No #Celular da jovem foram encontradas mensagens que a relacionavam com o jogo. Ela é a quarta vítima fatal do Balei Azul no Brasil. As outras mortes ocorreram em Mato Grosso, Minas Gerais e Santa Catarina.

O desafio

O jogo que vem assustando milhões de pais e responsáveis de adolescentes é originário da Rússia.

Publicidade

O desafio é constituído por 50 desafios orientados por um “mentor”, que comanda os jogadores, que envia as tarefas através de redes sociais. O objetivo final de todas as missões é tirar a própria vida.

Através de relatos para polícia, quando um jogador desiste de cumprir todas as tarefas, o “mentor” ordena faz inúmeras ameaças para pressionar o participante, inclusive com ameaça de matar membros da família. As autoridades brasileiras já declararam o jogo como uma ameaça grave e pede para que todos que tomarem conhecimento de uma vítima procurem imediatamente a delegacia mais próxima. #Crime