A tecnologia já está nas mãos dos bandidos. Um brasileiro foi preso em um condomínio de luxo que fica na divisa com o Paraguai, em Ciudad del Este, durante uma operação da polícia paraguaia que teve por objetivo encontrar os criminosos que invadiram a empresa de valores Prosegur, no dia 24 de abril.

O nome do acusado não foi divulgado, mas até agora se sabe que a residência onde ele estava era usada pela associação criminosa envolvida no assalto.

Drone

Um drone foi apreendido no local, no qual havia diversas imagens aéreas da localidade onde ficava a empresa, vítima de assalto milionário - mais de 120 milhões de reais foram roubados na ocasião, sendo um dos maiores assaltos dos últimos tempos.

Publicidade
Publicidade

A polícia paraguaia também encontrou veículos blindados na casa.

Drone é um veículo aéreo não tripulado e controlado de forma remota, e que pode realizar inúmeras tarefas. Os drones podem ser usados para diversão, para guerras e em alguns países "entregam " até pizzas. Esse tipo de tecnologia está cada vez mais divulgada e utilizada pelas pessoas para realização de diversas atividades e agora também foi usada para o cometimento de um crime transnacional.

Suspeitos livres

Mais da metade dos quinze suspeitos de envolvimento no crime já foram liberados pela Justiça Estadual do Paraná ou pela Justiça Federal. O motivo para a liberação dessas pessoas foi a ausência de provas que as ligassem ao crime.

Entenda o crime

Segundo a Polícia Nacional do Paraguai, bandidos munidos de diversas armas invadiram o prédio da empresa transportadora de valores Prosegur, explodindo a entrada do imóvel, além de entrarem em confronto armado contra vigilantes que estavam no local.

Publicidade

Durante a ação, um policial paraguaio foi baleado e morto pelos criminosos.

No dia do fato, a polícia paraguaia havia divulgado que a associação criminosa havia levado mais de US$ 40 milhões (o que equivale a R$ 120 milhões de reais). Contudo, o prejuízo ainda está sendo avaliado pela empresa e pela polícia.

A sede da Prosegur fica há apenas quatro quilômetros de distância da Ponte Internacional da Amizade, localizada ao oeste do Estado do Paraná.

As imagens capturadas pelo drone podem esclarecer muitos pontos e contribuir muito com as investigações.

Até o momento os valores roubados ainda não foram encontrados ou recuperados.

A polícia ainda está realizando investigações, conduzindo suspeitos e interrogatórios atrás de informações mais sólidas. #Dinheiro