Depois da queda do avião de pequeno porte na região de Sorocaba, no interior de São Paulo, na última sexta-feira (31), vídeos publicados nas redes sociais por curiosos mostram o momento em que homens aproveitaram a situação trágica para furtar os pertences dos mortos.

As vítimas são o empresário Milton José Cardille e sua esposa, Jumara Nogueira Vieira.

Pelas imagens dos vídeos caseiros, registrados pelos celulares de populares, é possível ver ao menos três homens entrando e saindo da cabine destroçada da aeronave. Um deles sai com uma peça de roupa. Outro parece carregar pequenos pertences, como celular e relógio.

Um dos moradores que estavam no local aparece comentando e rindo sobre isso.

Publicidade
Publicidade

“Os caras estão catando as roupas dos defuntos”.

No momento em que os ladrões saem dos destroços ouve-se o barulho das sirenes do resgate.

Queda

A aeronave que caiu era um bimotor turbohélice de 1981 e caiu em uma região de mata próximo a uma comunidade de Sorocaba. Quem viu o avião caindo conta que o piloto fez manobras para desviar das residências.

Milton, que pilotava a aeronave, era empresário. Ele era conhecido pelos amigos como sendo um piloto experiente, que já tinha enfrentado situações bem adversas no ar e contornado a situação com tranquilidade.

O avião pertencia à sua empresa, denominada Itapara Sport Fishing. O negócio envolvia uma pousada especializada em receber amantes da pesca.

Também foi divulgado que toda a documentação da aeronave estava em dia. O destino do voo, que partiu de Manaus, era Barra do Garças, em Mato Grosso.

Publicidade

A Força Aérea Brasileira (FAB) ressaltou que faziam parte do plano de voo os aeroportos de Sorocaba e de Campinas, ambos em São Paulo, como opção de pouso, caso algo desse errado durante a viagem.

Os corpos das vítimas foram resgatados na sexta-feira mesmo e liberados para as famílias pelo IML de Sorocaba no sábado (1º). Jumara, que tinha 32 anos de idade, foi para Urucará (AM), onde seria enterrada nesta segunda-feira (3). Já o corpo de Milton, de 56 anos, foi enterrado neste domingo (2), no município de Ribeirão Pires, no interior de São Paulo, onde ele tinha a maior parte dos parentes.

#Crime #Casos de polícia