Os #contribuintes que atingiram rendimento anual em 2016, no valor de 28.559,70, e ainda não encaminharam a sua Declaração do Imposto de renda à Receita Federal, devem se apressar e cumprir este importante compromisso até a próxima sexta-feira, 28 de abril. Na última segunda-feira, a Secretaria da #Receita Federal (SRF) informou ter recebido 16,53 milhões de declarações.

Número de Declarações recebidas é menor

Este número está bem abaixo do estimado pela Receita Federal que é de 28,3 milhões. Pela primeira vez, este ano a Receita Federal permite inserir o número do Cadastro da Pessoa Física (CPF) de dependentes a partir dos 12 anos de idade completados até 31 de dezembro de 2016.

Publicidade
Publicidade

Imposto de Renda vem descontado no rendimento do trabalhador

Imposto de Renda é um valor que vem descontado anualmente do rendimento do trabalhador (pessoa física) ou da empresa (pessoa jurídica), e repassado ao governo federal para ser revertido em bens e serviços para melhoria na qualidade de vida dos habitantes do país. Esse ano, a Receita começou a receber os informes dia 2 de março último, encerrando dia 28 de abril.

Contribuintes podem enviar declarações por internet, tablets ou smartphones

O encaminhamento da Declaração de Ajustes Fiscais, pode ser feito via Internet, com programa de transmissão da Instituição, Receitanet, ou certificado digital na página da Receita. O contribuinte poderá ainda, se utilizar de meios como tablets e smartphones. O órgão Federal começará a restituir os contribuintes que não caírem na “malha fina” a partir de 16 de junho.

Publicidade

Para evitar que isso aconteça, a Pasta aconselha evitar omissão sobre rendimentos de possíveis segundas fontes como recebimento de aluguéis, dependentes e palestras; despesas médicas não realizadas por titulares ou seus dependentes, como usuários de planos de saúde ou de clínicas. É aconselhável ainda, evitar informações de valores de imposto de renda retido na fonte, maiores do que os constantes na declaração do empregador.

Idosos, portadores de doenças graves e deficientes físicos terão prioridade nas Restituições

É importante observar, que idosos portadores de doenças graves e deficientes físicos terão prioridades na restituição do Imposto. Quem não entregar a Declaração pagará multa no valor de R$ 165,74. #Declaração de Imposto de Renda