O caso parece até parte de uma temporada da nova série da Netflix, 13 Reason Why, porém, é verídico e aconteceu na cidade de Rio Branco, no Acre. Um rapaz desapareceu e as únicas pistas do que pode ter motivado o sumiço estão em 14 livros escritos pelo jovem.

O estudante de psicologia Bruno Borges tem 24 anos e está desaparecido desde segunda-feira (27). Sua mãe, a psicóloga Denise Borges, possui uma série de razões para acreditar que não se trata de um caso comum de desaparecimento.

A última vez que a família de Bruno o viu foi durante um almoço com a família, na segunda-feira mesmo. Denise diz que após o almoço, todos voltaram a trabalhar e Bruno voltou para casa da família, em Rio Branco.

Publicidade
Publicidade

Quando o pai de Bruno retornou à residência, notou que o filho não estava em casa.

O sumiço está sendo investigado pela Polícia Federal do Acre. Mas algo muito curioso chama ainda mais atenção para o caso: atrás da porta de seu quarto, que passava todo o tempo trancada, havia uma estátua do filósofo Giordano Bruno (1548-1600), com quem, curiosamente, o rapaz tem considerável semelhança física, conforme internautas, que já acompanham o caso nas redes sociais. A estátua foi orçada em R$ 7 mil.

Foram encontrados, também no quarto do rapaz, 14 livros, escritos aparentemente pelo próprio Bruno. Estes livros estão numerados de 1 a 14 em algarismos romanos; são escritos de forma impecável, organizada e com notável precisão e simetria.

Publicidade

Alguns foram copiados nas paredes, no chão e no teto. Uma observação importante: todos eles estão criptografados! Por causa disso, os manuscritos foram entregues a especialistas para que o código possa ser decifrado e lido.

Em uma das paredes, uma pintura mostra Bruno sendo tocado por um extraterrestre. Demonstrando que o rapaz tinha interesse entre vários assuntos, incluindo a ufologia. Símbolos do Reiki, a árvore da vida e outros - todos ligados ao bem e a Deus, segundo especialistas - foram encontrados nas paredes do ambiente.

A mãe diz que, há algum tempo, o filho teria pedido dinheiro para ajudá-lo a dar andamento a um projeto no qual estava trabalhando - este projeto, segundo ele, iria mudar a humanidade para melhor - porém, sem saber do que se tratava, e diante das negativas do filho quando solicitava que ele contasse algo a respeito do projeto, Denise negou o pedido.

Publicidade

Bruno conseguiu a ajuda financeira de R$ 20 mil com um primo.

As teorias sobre o caso são as mais diversas. Uma das mais aceitas é a de que Bruno estaria tentando terminar as obras de Giordano Bruno, já que estas foram interrompidas quando o filósofo foi morto pela Inquisição. Giordano Bruno foi queimado na fogueira após se recusar a abrir mão de suas crenças; que diziam que o Universo era infinito e estava em transformação constante. Para ele, também Deus é infinito, e suas leis conduziriam o Universo por completo. Giordano Bruno também se dedicava a estudar cosmologia, física alquimia e outros assuntos.

Outras teorias apontam para uma abdução voluntária por extraterrestres, e ainda especulam se Bruno Borges seria a reencarnação de Giordano Bruno.

A mãe do jovem Bruno, diz que o filho teria tentado patentear os livros. Ela acredita que o exílio do rapaz faça parte dos planos do projeto de que o filho tanto falava e da construção de suas teorias filosóficas. Por essa razão, mesmo estando preocupada, a família acredita que o rapaz saiba o que está fazendo.

Denise confessa ainda que, talvez se o filho tivesse simplesmente mostrado os escritos, ela teria considerado que aquilo pudesse ser alguma espécie de delírio e mandasse interná-lo. ''Ele sabia o que nós faríamos. Talvez tenha ido embora para que chegássemos a um esclarecimento'', especula. ''Talvez por não ter conseguido patentear a obra, ele tenha criado um código para protegê-la, ou talvez esta tenha sido escrita para ser lida por pessoas que possuam uma inteligência além.'', completou ela. A mãe conta ainda que não acredita que o filho tivesse problemas psicológicos, e o descreve como ''iluminado'' e amoroso.

Vale lembrar que, embora o caso seja intrigante, existe uma família em agonia procurando pelo rapaz. Portanto, resta torcer para que ele seja encontrado são e salvo, o mais breve possível. Caso tenha notícias dele, entre em contato nos telefones (68) 9 9985-2775 ou (68)8401-1151. #Ciência #Brasil #2017