Infelizmente, muitos crimes graves fazem parte do noticiário brasileiro. Crianças, mulheres e até animais acabam sendo afetados pelas moléstias sem fim da nossa sociedade. Recentemente, um caso ganhou repercussão nacional. Um estudante universitário acabou se entregando, após ter estuprado e filmado o abuso sexual contra sua cachorrinha de estimação. Mesmo sendo preso, ele ficou apenas quatro dias na detenção. Na sexta-feira, 28, Hemerson deixou a cadeia e deixou o povo completamente revoltado. A informação foi confirmada pelo advogado dele, Rodrigo Lázaro de Souza. De acordo com o profissional da justiça, uma juíza decidiu dar liminar favorável ao homem mesmo com todas as provas confirmando que ele, de fato, abusou do pobre animal.

Publicidade
Publicidade

Na época da divulgação do #Crime, as imagens revoltaram muita gente. Atualmente, a polícia investiga o caso e os populares solicitam que o caso não fique impune, como o que aconteceu em outras situações parecidas contra animais. Os agentes da lei fizeram de tudo o que estava em suas mãos. Eles solicitaram, por exemplo, que o local onde o jovem morava fosse alvo de uma ampla perícia. Os peritos foram à residência, onde catalogaram provas, como o celular usado para filmar e divulgar o crime e também um computado do jovem universitário. Após ouvir os depoimentos de muitas pessoas, a polícia conseguiu, por exemplo, descobrir que outras duas pessoas estariam envolvidas nesse tipo de situação. Através das publicações do rapaz, os investigadores descobriram tudo o que se passava.

Publicidade

Eles até já sabem de possíveis outros animais que estariam sendo também maltratados na ação e agora aguardam apenas os desdobramentos da questão.

O Brasil vive hoje um problema sério em setores da política. O nosso país ficou marcado, por exemplo, com muitos escândalos com deputados, vereadores e até presidentes. O medo do povo é que, assim como na política, o crime envolvendo o jovem universitário também acabe muito mal. Isso porque muitos acharam estranha a forma como tudo acabou. Em entrevista a portais de notícias, o advogado do estuprador que gravou o estupro da cadelinha informou que seu cliente apenas não havia se entregado antes, pois estava com medo de perder a sua vida e que o cliente já havia sido alvo de uma tentativa de assassinato, que aconteceu na própria casa dele.

E você, o que achou da decisão da justiça? Deixe o seu comentário. Ele é sempre importante.